sicnot

Perfil

Economia

Portugal vai pedir a Bruxelas que baixe os preços de intervenção estatal no leite

Portugal, Espanha, Itália e França vão pedir à Comissão Europeia que suba o valor a partir do qual os Estados podem comprar e armazenar leite, para retirar produto do mercado e assim fazer subir os preços.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Andrew Yates / Reuters

"É uma das conclusões relevantes desta nossa reunião. Estes quatro países acordaram em pedir a Bruxelas no dia 07 de setembro - e também falar com outros países para criar uma maioria qualificada - de pedir um aumento dos preços de referência, que permitem retirar produto do mercado quando o produto está em excesso - e que está a pressionar o preço para baixo - e com isso ajudar a regular o preço do próprio produto", disse à agência Lusa a ministra da Agricultura de Portugal, Assunção Cristas.

A ministra - que falava à margem de uma reunião de trabalho que manteve hoje em Madrid com os seus homólogos de Espanha, Itália e França - acrescentou que os preços de referência atualmente em vigor, 21 cêntimos de euro por cada quilo de produto, terão de aumentar substancialmente, mas escusou-se a definir o valor. A média do preço do leite em Portugal atingiu novos mínimos em junho, poucos meses depois do fim das quotas leiteiras da UE, para os 28,8 cêntimos por quilo de produto.

"A nossa preocupação é que o preço possa subir a ponto de ser efetivamente um mecanismo regulador, que neste momento entendemos que não está a ser", disse Assunção Cristas.

Para que no Conselho de Ministros extraordinário de ministros da Agricultura (a 07 de setembro) as medidas propostas por Portugal, Espanha, França e Itália possam ter andamento, estes quatro ministros vão tentar juntar outros Governos ao pacote de medidas. Assunção Cristas conta com o Leste europeu e o Norte da Europa, mais afetados pelo embargo da Rússia a produtos agrícolas comunitários.

"Espero que alguns países como a Polónia - que esteve connosco na crítica ao fim das quotas leiteiras - a Eslovénia, a Bulgária e eu creio que todos os que estão no Norte da Europa, mais próximos da Rússia - mais diretamente afetados pelo embargo da Rússia - e onde os preços estão mais baixos têm todo o interesse em apoiar estas medidas", salientou a ministra.

Do pacote de medidas que os quatro países vão apresentar a Bruxelas consta também um pedido para um armazenamento privado de queijo - "para retirar produto do mercado", disse a ministra espanhola, Isabel Tejerina. Outra das medidas será pedir à Comissão um aumento das verbas da PAC - Política Agrícola Comum destinadas aos produtores e ganadeiros.

Em outubro está previsto que se disponibilize 50% do montante total aos produtores dos vários países. O que Portugal, Espanha, Itália e França pedem agora é que essa percentagem seja aumentada.

Os quatro países também vão solicitar "a melhoria da promoção dos produtos lácteos" no espaço europeu, para aumentar o consumo, e a criação de um grupo de Alto Nível para analisar em profundidade o setor lácteo no atual cenário pós-quotas.

Do lado do financiamento, vão fazer um pedido para que o Banco Europeu de Investimento abra linhas para apoiar os projetos de exportação e modernização dos produtores europeus.

Lusa

  • Troca de acusações entre PS e coligação sobe de tom
    2:24

    Novo Governo

    António Costa diz que um Governo de Bloco Central, "só se houver uma invasão de marcianos". Em entrevista ao semanário Sol, o líder do PS diz também que se identifica com Manuela Ferreira Leite e não exclui a hipótese de a ex-presidente do PSD integrar um Governo socialista. A seis semanas das eleições, sobe de tom a troca de acusações entre PS e coligação sobre os respetivos programas eleitorais.

  • Costa não exclui Manuela Ferreira Leite de um governo PS
    1:13

    Novo Governo

    António Costa não exclui a hipótese de Manuela Ferreira Leite integrar o governo caso o PS vença as eleições. Questionado sobre o jornal Sol, o secretário-geral do PS diz mesmo partilha de alguns pontos de vista da antiga presidente do PSD. Já sobre a hipótese de Pacheco Pereira integrar um governo PS, Costa ironiza e diz que Pacheco é muito radical.

  • Meryl Streep mais uma vez candidata a um Óscar

    Óscares 2017

    Aos 67 anos, Meryl Streep soma mais uma nomeação para aqueles que são os prémios mais cobiçados de Hollywood. A atriz foi nomeada pela interpretação em "Florence, Uma Diva Fora de Tom". Esta é vigésima vez que a Academia reconhece o trabalho da atriz, que já levou o Óscar para casa três vezes.

    Miguel Domingos

  • Polanski recusa presidir aos "César" por caso de violação em 1977
    1:55

    Cultura

    Roman Polanski já não vai presidir à cerimónia dos prémios César, o equivalente aos Óscares em França. A decisão de se afastar foi tomada esta terça-feira pelo próprio cineasta, na sequência da polémica em que se viu envolvido assim que foi convidado. Em 1977, Polanski foi acusado de ter violado uma adolescente de 13 anos, na Califórnia, declarando-se culpado. O realizador foi agora pressionado por associações feministas, redes sociais e pela ministra francesa dos direitos das mulheres. O diretor do Festival de Cannes Thierry Fremaux diz que falou com o realizador e acha que não é necessário "adicionar mais problemas ao problema".

  • Marcelo quer fazer mais e melhor
    0:48
  • "Andem lá com isso!"
    0:42
  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.