sicnot

Perfil

Economia

Maioria das bolsas na Europa em queda, China voltou às perdas

A maioria das bolsas na Europa seguem hoje a negociar em queda, à exceção de Milão e Atenas, que seguem em terreno positivo.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Pelas 8:30 [hora de Lisboa], o Euro Stoxx 50 cedia 0,48% para 3.270,18 pontos, com as principais praças europeias a oscilarem entre as perdas de 0,72% de Paris e os ganhos de 1,08% na bolsa de Atenas.

As ações em Madrid recuavam 0,41% e em Frankfurt perdiam 0,55%, pela mesma hora. Já Milão subia 0,22%. A bolsa de Londres estará encerrada por ser feriado.

Já em Lisboa, o índice PSI20 mantinha a tendência de abertura da sessão e seguia a perder 0,56% para 5.250,55 pontos.

Os investidores estarão hoje atentos aos dados da inflação homóloga na zona euro em agosto, estimando-se uma descida de 0,1%, "movimento inverso ao pretendido pelo BCE [Banco Central Europeu] com o programa de compra de ativos que tem em curso (recolocação nos 2%)", refere o analista de mercados Ramiro Loureiro

Nos Estados Unidos será conhecido o indicador Chicago PMI, com os analistas a estimarem uma estagnação do ritmo de expansão da atividade industrial neste distrito da Reserva Federal norte-americana (Fed).

Entretanto, o preço do barril de petróleo Brent, para entrega em outubro, abriu hoje em baixa no Intercontinental Exchange Futures de Londres, a valer 49,25 dólares, menos 0,8% do que no fecho da sessão anterior.

Na sexta-feira, o Brent encerrou no mercado de futuros de Londres nos 50,05 dólares, mais 5,23% do que no fecho da sessão anterior.

O euro, por sua vez, estava a valorizar na abertura do mercado de divisas de Frankfurt ao transacionar-se a 1,1250 dólares, contra 1,1224 dólares a que se negociou nas últimas horas do dia anterior.

Nos mercados asiáticos, a bolsa de Xangai abriu hoje em baixa e mantinha as perdas e meio da sessão quando o seu índice geral cedia 2,61% (84,27 pontos) para as 3.148,08 unidades.

A principal bolsa chinesa, que registou subidas consecutivas durante dois dias após uma crise que levou a perder quase 23% em pouco mais de uma semana, abriu com perdas no Índice Composite de Xangai que se mantiveram até ao intervalo da sessão.

A segunda maior praça financeira chinesa - a de Shenzhen - seguia a mesma tendência a meio da sessão, com o seu índice geral a perder 2,39%.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.