sicnot

Perfil

Economia

Taxa de desemprego desce duas décimas para 12,1%

A taxa de desemprego desceu 0,2 pontos percentuais em julho face a junho, para 12,1%, segundo a estimativa provisória divulgada hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

"Em julho de 2015, a estimativa provisória da taxa de desemprego foi de 12,1%, diminuindo 0,2 p.p [pontos percentuais] em relação ao mês anterior", segundo o gabinete de estatísticas.

A taxa provisória estimada para junho era de 12,4%, mas a taxa definitiva baixou para os 12,3%, tendo assim diminuído 0,1 p.p face ao mês anterior, uma tendência que se regista desde fevereiro.

Os valores referentes a julho são provisórios, uma vez que se trata de um trimestre móvel em que para os dois primeiros meses a recolha da informação do inquérito ao emprego já foi concluída e para o terceiro mês foi realizada uma projeção com base em modelos de séries temporais.

Segundo as estimativas, a taxa de desemprego das mulheres (de 12,2%) excedeu a dos homens (12,1%), em 0,1 p.p., tendo ainda assim atenuado a diferença, uma vez que diminuiu 0,2 p.p no sexo feminino.

Uma descida mais acentuada registou-se na taxa de desemprego dos jovens, com uma quebra de 0,6 p.p em relação ao mês anterior, para 31%; enquanto a taxa nos adultos caiu 0,1 p.p para 10,7%.

De acordo com o INE, "a estimativa provisória da população desempregada para julho foi de 624,9 mil pessoas, o que representa um decréscimo de 0,7% face ao valor definitivo obtido para junho".

Segundo os dados hoje divulgados, houve um decréscimo na população desempregada de mulheres (1,6%; 5,1 mil), adultos (0,7%; 3,7 mil) e jovens (0,9%; 1,0 mil); enquanto a população desempregada de homens manteve-se praticamente inalterada.

Já em junho, a estimativa definitiva da população desempregada, hoje divulgada, situou-se em 629,6 mil pessoas, tendo diminuído 0,7% face ao mês anterior (4,4 mil), à semelhança do que se tem vindo a verificar desde fevereiro de 2015.

Em relação à estimativa definitiva da população empregada manteve-se praticamente inalterada em junho em relação ao mês anterior, interrompendo acréscimos consecutivos verificados desde fevereiro de 2015.

Nestas estimativas foi considerada a população dos 15 aos 74 anos e os valores foram previamente ajustados de sazonalidade.

Lusa

  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Lançamento de balões no São João do Porto em risco

    País

    Lançar balões nas festas do São João do Porto pode não ser possível este ano, tudo irá depender das condições atmosféricas. A Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural admitiu, esta quarta-feira, que está a acompanhar a situação mas que ainda nada está decidido.