sicnot

Perfil

Economia

BCE pode prolongar programa de compra de dívida

O Banco Central Europeu (BCE) pode prolongar o programa de compra de dívida que deve terminar em setembro de 2016 "se for necessário", afirmou esta quinta-feira o presidente da instituição, Mario Draghi.

Draghi falava em conferência de imprensa após uma reunião de política monetária do BCE, que deixou inalteradas as taxas de juro.

Draghi falava em conferência de imprensa após uma reunião de política monetária do BCE, que deixou inalteradas as taxas de juro.

© Ralph Orlowski / Reuters

Draghi falava em conferência de imprensa após uma reunião de política monetária do BCE, que deixou inalteradas as taxas de juro.

O programa lançado pelo BCE em março passado prevê a compra de dívida pública e privada no valor mensal de 60 mil milhões de euros até ao final de setembro de 2016 com o objetivo de estimular a economia da zona euro e impulsionar a inflação.

Draghi disse também que a inflação poderá ser negativa nos próximos meses, mas acrescentou que será uma situação temporária.

Lusa

  • BCE revê em baixa crescimento económico da Zona Euro
    0:51

    Economia

    O Banco Central Europeu anunciou esta quinta-feira a revisão em baixa do crescimento económico e da inflação para a Zona Euro para este ano e para os próximos, muito devido à queda no preço do petróleo. O presidente do BCE, Mario Draghi, diz que a recuperação económica vai continuar, mas a um ritmo mais lento.

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.