sicnot

Perfil

Economia

Mais de 115 mil contribuintes pagaram 3 milhões de euros em dívidas de portagens

Segundo os dados do Ministério das Finanças, divulgados pela TSF, mais de 115 mil contribuintes pagaram, em agosto, 3 milhões de euros em dívidas e multas de portagens.

A Judiciária fez buscas nas sedes de sete empresas do ramo dos transportes, que são suspeitas de utilizarem expedientes fraudulentos para evitarem o correto pagamento de portagens pela utilização de autoestradas. (Arquivo)

A Judiciária fez buscas nas sedes de sete empresas do ramo dos transportes, que são suspeitas de utilizarem expedientes fraudulentos para evitarem o correto pagamento de portagens pela utilização de autoestradas. (Arquivo)

SIC

O regime excepcional de regularização de dívidas e multas entrou em vigor a 1 de agosto e permite aos contribuintes saldar todos os pagamentos em atraso anteriores a 30 de abril e prevê mesmo uma redução das multas pagas até ao final de setembro.
O pagamento pode ser feito diretamente no portal das Finanças.

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC