sicnot

Perfil

Economia

Adesão à greve dos trabalhadores da Transtejo "é muito elevada"

Os trabalhadores dos transportes públicos que servem a área da Grande Lisboa cumprem hoje e terça-feira uma greve de três horas por turno para exigirem a atualização salarial e contestarem a concessão da Carris e do Metro.

O serviço vai parar às 13:25 de terça-feira e deve ser retomado a partir das 16:20.

O serviço vai parar às 13:25 de terça-feira e deve ser retomado a partir das 16:20.

LUSA

Em declarações à agência Lusa, José Manuel Oliveira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS), disse que até às 07:45 realizou-se apenas uma carreira entre Cacilhas e Lisboa.

"A adesão à greve é de quase 100%. Até ao momento só se verificou uma carreira para Lisboa que estava estabelecida como serviços mínimos. Não há mais carreiras", realçou José Manuel Oliveira.

Por sua vez, uma fonte da Transtejo informou à Lusa que a ligação de Cacilhas-Cais do Sodré está a ser assegurada por um navio com capacidade até 476 pessoas.

"Prevê-se que este cacilheiro opere até às 09:35, hora em que se prevê a retoma do serviço normal desta ligação fluvial", adiantou a mesma fonte, salientando que as carreiras de serviços mínimos bem como a extra prevista em Cacilhas se cumpriram, na devida normalidade.

A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS) explicou em comunicado que "esta é a resposta às medidas prepotentes e arbitrárias da atual administração, que recusa negociar as condições de trabalho e procede a aumentos de salários de quadros superiores em valores que atingiram 2.500 euros por mês".

A federação acusa o Governo de estar a proceder à "destruição da organização e funcionamento das empresas Carris, Metro, Transtejo e Soflusa, para gerar a extinção de centenas de postos de trabalho e embaratecer a operação de privatização em curso".

Em declarações à Lusa, o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, que está hoje de manhã em Cacilhas junto dos trabalhadores da empresa, salientou que existe um forte sentimento de indignação em relação à forma como a empresa tem sido gerida.

" A adesão é muito significativa. Neste momento há um sentimento generalizado de que esta luta é para continuar se a empresa não der a resposta adequada", disse Arménio Carlos.

"Existe também um forte sentimento de indignação contra o elemento discriminatório que neste momento está em marcha, considerando que altos cargos superiores tiveram aumentos acima dos dois mil euros e a empresa continua a recusar negociar o Acordo de Empresa e os salários dos trabalhadores da Transtejo", disse.

Arménio Carlos sublinhou que os trabalhadores da Transtejo não têm qualquer tipo de atualização salarial desde 2009.

A Transtejo é a empresa responsável pelas ligações fluviais entre Cacilhas, Seixal, Montijo e Trafaria e Lisboa, estando integrada na Transportes de Lisboa, juntamente com o Metro, Carris e Soflusa.

  • "Temos de jogar melhor do que frente à Espanha"
    0:45
  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • Os momentos que marcaram o 6.º dia de Mundial
    0:58
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11

    Mundo

    A nova política de imigração de Donald Trump está a suscitar reações indignadas. Na fronteira com o México, as crianças refugiadas estão a ser retiradas à força aos pais e levadas para centros de acolhimento. Esta terça-feira, foi divulgado um registo áudio de uma criança a suplicar pelos pais a um dos agentes da polícia fronteiriça.

  • Protecionismo de Trump abala Wall Street

    Economia

    Abalada pela exacerbação das disputas comerciais entre os EUA e a China, a bolsa nova-iorquina encerrou esta terça-feira em baixa, com o seletivo Dow Jones a fechar em queda pela sexta sessão consecutiva.