sicnot

Perfil

Economia

BESI vendido à Haitong International Holdings Limited por 379 ME

O Novo Banco concluiu hoje a venda da totalidade do capital da unidade de investimento à sociedade de Hong Kong por 379 milhões de euros, segundo um comunicado publicado na Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

"Compreendo que o prof. Marcelo Rebelo de Sousa tenha muita mágoa em não poder continuar a passar as suas habituais e luxuosas férias de fim de ano na mansão à beira-mar no Brasil do dr. Ricardo Salgado, mas essa mágoa não o autoriza a dizer mentiras a meu respeito e do banco a que presido." - José Maria Ricciardi, presidente do BESI, em comunicado, em 15-12-2014

"Compreendo que o prof. Marcelo Rebelo de Sousa tenha muita mágoa em não poder continuar a passar as suas habituais e luxuosas férias de fim de ano na mansão à beira-mar no Brasil do dr. Ricardo Salgado, mas essa mágoa não o autoriza a dizer mentiras a meu respeito e do banco a que presido." - José Maria Ricciardi, presidente do BESI, em comunicado, em 15-12-2014

Lusa

Na sequência do comunicado de 8 de dezembro de 2014, o NOVO BANCO informa (...) que concluiu, na presente data, a venda à sociedade Haitong International Holdings Limited, sociedade constituída em Hong Kong, subsidiária integralmente detida pela Haitong Securities uma sociedade cujas ações se encontram admitidas à negociação na Shanghai Stock Exchange e na Stock Exchange of Hong Kong Limited), da totalidade do capital social do Banco Espírito Santo de Investimento S.A. (BESI), pelo preço de 379 milhões de Euros", lê-se no comunicado.

A venda do banco à empresa chinesa foi informada à CMVM a 4 de dezembro de 2014, tendo ficado o negócio dependente das necessárias aprovações, nomeadamente junto do Banco de Portugal, da Comissão Europeia, das autoridades da concorrência e de um conjunto de outras autoridades que exercem supervisão direta sobre a entidade compradora.

A 03 de agosto, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado banco mau (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas) e o banco de transição, que foi designado Novo Banco.

O BESI, aquando da resolução do BES, transitou para o Novo Banco.

Esta foi a primeira aquisição da Haitong fora da China -- a operação custou 379 milhões de euros - e é também considerada uma das maiores operações do género efetuadas nos últimos anos por empresas financeiras chinesas.

Conforme o acordo celebrado na segunda-feira com o Novo Banco português, proprietário do BESI, a compra será feita através de uma subsidiária do grupo, a Haitong Internacional Holding Limited (HTIH), criada em 2007 em Hong Kong para "realizar investimentos e desenvolver ações no estrangeiro".

No comunicado enviado à agência Lusa em Pequim, a Haitong descreve o BESI como "um banco de investimento com "forte rentabilidade e alta eficiência operacional".

"A rede de distribuição e a base de clientes do BESI são boas", o que permitirá à Haitong "ganhar capacidade nos mercados maduros da Europa e nos mercados emergentes de América do Sul e África", destaca o comunicado.

Além das filiais em Londres, Madrid, Nova Iorque e Varsóvia, o BESI tem sete subsidiárias fora de Portugal, duas das quais no Brasil e outras tantas no Reino Unido.

  • Kikas faz história
    1:22
  • Madonna está outra vez em Lisboa 😲
    0:59
  • Nove fatores que aumentam o risco de demência

    Mundo

    Um em cada três casos de demência podia ter sido evitado sem recorrer a medicamentos. Um estudo publicado na revista científica The Lancet explica como é possível evitar a demência e quais os fatores que contribuem para a doença.

  • Hindus pedem a troca de nome da cerveja brasileira Brahma

    Mundo

    Um grupo de hindus pediu a mudança da marca de cerveja Brahma, propriedade da multinacional cervejeira Anheuser-Busch InBev, com sede em Lovaina, na Bélgica, argumentando que é inapropriado uma bebida alcoólica ter o nome que um deus hindu.

  • Manuais oferecidos aos alunos do 1.º ano não podem ser reutilizados
    2:42

    País

    As escolas querem que sejam devolvidos aos alunos os manuais do 1.ºo ano que foram dados gratuitamente pelo Estado para serem reutilizados nos próximos anos. A Associação de Diretores de Agrupamentos diz que os livros estão praticamente todos em bom estado, mas da forma como são feitos pelas editoras é impossível voltar a usá-los. As escolas querem que o Executivo chegue a um entendimento com as editoras para conceber manuais reutilizáveis.

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.