sicnot

Perfil

Economia

Pilotos da Lufthansa prolongam greve para quarta-feira e incluem Germanwings

O sindicato alemão dos pilotos Cockpit, em conflito aberto com a direção do grupo Lufthansa há mais de um ano, anunciou hoje o prolongamento da greve para mais um dia, iniciando-se na terça-feira e terminando na quarta-feira.

© Ilya Naymushin / Reuters

A greve de terça-feira, que afetará os voos de longo curso e o transporte de mercadorias, é a 13.ª em 18 meses, e terá início pelas 06:00 (05:00 em Lisboa) e terminará pelas 22:00 locais (21:00 em Lisboa).

Na quarta-feira, o sindicato vai "apelar a todos os seus membros" para fazerem greve entre as 00:01 (23:01 em Lisboa) e as 23:59 (22:59), anunciou a direção do sindicato na internet, acrescentando que a greve inclui a companhia aérea de baixo custo d grupo alemão, a Germanwings, afetando também os voos de curto e médio curso voos.

Na base do conflito laboral entre o sindicato e a direção da companhia aérea alemã estão as condições do regime de pré-reforma.

Depois da queda de um avião da Germanwings, companhia do grupo Lufthansa, nos Alpes franceses, em março, o Vereinigung Cockpit suspendeu as greves e as negociações com a administração que levava a cabo nos meses anteriores.

Em comunicado, o sindicato avançou que tinha feito concessões significativas, mas sem, no entanto, encontrar uma solução comum com a gerência. O sindicato acusa a companhia alemã de querer "quebrar estruturas sociais" dentro do grupo e "enfraquecer a união."

Para lidar com a concorrência de companhias aéreas de baixo custo, a Lufthansa, além das empresas Germanwings, Swiss e Austrian Airlines, pôs em andamento uma grande reorganização com o objetivo de transferir as suas obrigações nacionais. Algumas pessoas na empresa viram nesta medida uma ameaça ao seu estatuto e remuneração.

Durante as greves anteriores, a Lufthansa, a principal companhia aérea do grupo europeu, conseguiu atenuar o impacto sobre os passageiros e evitar o caos colocando pilotos que ocupam outras posições dentro do grupo a voar e em estreita cooperação com a Deutsche Bahn, operador ferroviário.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.