sicnot

Perfil

Economia

Défice da balança comercial portuguesa voltou a melhorar

O défice da balança comercial portuguesa, que reflete a diferença entre o que o país importa e exporta, voltou a melhorar. Diminuiu 175 milhões de euros, revela o Instituto Nacional de Estatística.

As exportações cresceram 5,6% em julho face ao mesmo mês do ano passado, ao passo que as importações diminuiram 1,1. Um resultado conseguido sobretudo graças às vendas para outros países da União Europeia.

Já em relação às compras feitas ao estrangeiro, a redução fica a dever-se ao comércio extra-comunitário e resulta em boa parte da descida dos preços do petróleo. Esta redução mais que compensou a subida das importações a países da União Europeia que foi provocada, essencialmente, pela entrada de automóveis no país.

O INE reviu ainda os dados da balança comercial de 2014. A diferença é pequena face aos resultados preliminares, com as exportações a registarem uma subida de 1,7% e as importações 3,4.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.