sicnot

Perfil

Economia

Défice da balança comercial portuguesa voltou a melhorar

O défice da balança comercial portuguesa, que reflete a diferença entre o que o país importa e exporta, voltou a melhorar. Diminuiu 175 milhões de euros, revela o Instituto Nacional de Estatística.

As exportações cresceram 5,6% em julho face ao mesmo mês do ano passado, ao passo que as importações diminuiram 1,1. Um resultado conseguido sobretudo graças às vendas para outros países da União Europeia.

Já em relação às compras feitas ao estrangeiro, a redução fica a dever-se ao comércio extra-comunitário e resulta em boa parte da descida dos preços do petróleo. Esta redução mais que compensou a subida das importações a países da União Europeia que foi provocada, essencialmente, pela entrada de automóveis no país.

O INE reviu ainda os dados da balança comercial de 2014. A diferença é pequena face aos resultados preliminares, com as exportações a registarem uma subida de 1,7% e as importações 3,4.

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14