sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores da Carristur em Lisboa fazem hoje greve de 24 horas

Os trabalhadores da Carristur, em Lisboa, realizam hoje uma greve de 24 horas para exigirem melhores condições de trabalho e aumentos salariais.

carristur.pt

"É uma paralisação contra as degradações das condições de trabalho e salariais, em contraponto com os aumentos que se registaram com diretores desta empresa [Carris, que detém 100% da Carristur]", disse Manuel Leal, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

Em causa está o congelamento salarial daqueles trabalhadores desde 2009 e o recente aumento dos diretores em 2.500 euros por mês, segundo dados da Fectrans.

De acordo com Manuel Leal, um motorista da Carristur leva em média para casa 630 euros por mês.

Os trabalhadores realizam também hoje, a partir das 09:00, um plenário para debater a atual situação e decidir formas de luta para o futuro.

Numa declaração enviada por escrito à agência Lusa, a administração da Transportes de Lisboa (que engloba a Carris, Metro e grupo Transtejo) afirmou que a Carristur "não foi alvo de qualquer reorganização, pelo que não se registaram, nesta empresa, alterações de comissões de serviço nem de condições remuneratórias".

Sobre a greve, em Lisboa, "atendendo às características e especificidades da operação turística, não existe necessidade de comunicar eventuais alterações do nível de oferta", acrescentou.

A Carristur é uma operadora de circuitos turísticos em autocarros panorâmicos e exerce a atividade em Lisboa, Porto, Funchal, Coimbra, Braga e Guimarães.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.