sicnot

Perfil

Economia

Grupo Inditex aumenta lucros para 1,2 mil M€ em meio ano

O grupo Inditex, dono de marcas de roupa como a Zara ou a Massimo Dutti, registou lucros de 1,166 mil milhões de euros no primeiro semestre do ano, um aumento de 26% face ao mesmo período de 2014.

© Andrea Comas / Reuters

Com a Ásia e a América como principais motores de crescimento, o grupo têxtil galego conseguiu vendas no valor de 9,421 mil milhões de euros na primeira metade do exercício fiscal, ou seja de 01 de fevereiro a 31 de julho. Ou seja, as vendas cresceram 16,5% do que no mesmo período do ano passado.

A companhia, fundada por Amancio Ortega e presidida, atualmente, por Pablo Isla, assinalou que o ritmo de crescimento se mantém no terceiro trimestre, uma vez que as vendas aumentaram 16% a taxas de câmbio constantes no período de 01 de agosto a 10 de setembro. A indicação da Inditex é relevante porque nesse período a sua maior rival a nível mundial, a H&M, registou um decréscimo que atribuiu à onda de calor na Europa.

Destes 16,5% de crescimento nas vendas, 2,5 pontos devem-se a taxas de câmbio favoráveis devido à depreciação do euro. Já o crescimento nas lojas (sem contar com as novas aberturas) foi de sete pontos. Os sete pontos percentuais restantes devem-se às novas lojas.

Por marcas, a Zara Home foi a que mais cresceu (22%), seguida da Zara (18%). A principal cadeia do grupo representa 6.140 dos 9.421 milhões que a Inditex fatura.

Em todas as cadeias, as vendas subiram mais de 10% com exceção da Massimo Dutti (9%) e da Uterqüe (5%).

Por regiões, a Europa (sem contar com Espanha) concentra a maior parte das vendas, com 42,7%, mas perde quase três pontos sobre o total. O peso de Espanha também se reduziu para 17,4% do total, uma vez que o crescimento deste mercado foi de 6%, mas inferior à média do grupo.

A região 'Ásia e Resto do Mundo' já representa 25,2% do total de vendas.

O forte crescimento das vendas tem impacto direto nas margens. A margem bruta aumentou em 17%, o resultado bruto operacional (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, ou EBITDA) melhoraram 22% para 1,970 mil milhões de euros e o resultado de exploração (EBIT) cresceu 25% para 1,489 mil milhões.

A empresa fechou o primeiro semestre com uma posição de tesouraria líquida de 4,354 mil milhões de euros, um recorde na história da empresa e mais mil milhões do que em 2014. Ou seja, a Inditex não tem dívida (apenas 11 milhões) e tem em caixa, em investimentos financeiros e equivalentes cerca de 4,365 mil milhões de euros.

Lusa

  • Samaris suspenso por três jogos

    Desporto

    O internacional grego do Benfica Samaris foi castigado com três jogos de suspensão pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, após ter sido instaurado um auto de flagrante delito por parte da Comissão de Instrutores.

    Em atualização

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.