sicnot

Perfil

Economia

Fed mantém taxas de juro inalteradas

A Reserva Federal (Fed) norte-americana decidiu hoje deixar as taxas de juro inalteradas, optando pela prudência face ao impacto "dos recentes desenvolvimentos da economia mundial e financeira".

© Dado Ruvic / Reuters

No final de uma reunião em Washington, que foi muito esperada pelos mercados financeiros, o Comité de Política Monetária (FOMC, na sigla em inglês) manteve as taxas entre os 0 e os 0,25%, tal como estão desde dezembro de 2008, uma decisão que contou com a oposição de um dos elementos deste comité, que defendeu uma subida de um quarto de ponto percentual.

No comunicado da Fed após a reunião, os membros do FOMC tomaram nota das últimas turbulências nos mercados financeiros, da queda dos preços da energia e das matérias-primas, bem como do abrandamento da economia chinesa, elementos que podem influenciar os preços em queda.

O objetivo do banco central norte-americano é que a inflação nos Estados Unidos fique em torno dos 2% no médio prazo, um nível que considera ser saudável para a economia. A taxa de inflação está nos 0,3%.

"Os recentes desenvolvimentos económicos e financeiros podem restringir um pouco a atividade económica e podem exercer uma pressão em baixa na inflação a curto prazo", lê-se no comunicado.

A Fed considera que a economia norte-americana prossegue a um ritmo "moderado" e o FOMC assinala um modesto crescimento da despesa das famílias e dos investimentos das empresas, afirmando ainda que o mercado de trabalho "continua a melhorar, com sólidas criações de emprego e um declínio do desemprego".

Em agosto, a taxa de desemprego nos Estados Unidos ficou nos 5,1%, o valor mais baixo dos últimos sete anos.

A inflação está bastante abaixo do objetivo fixado, o que reflete "parcialmente" as baixas dos preços da energia e "os preços das importações".

De acordo com as suas projeções económicas, a Fed está mais otimista quanto ao crescimento económico e quanto ao desemprego do país para este ano, mas mais prudente para 2016, antecipando um crescimento de 2,1% em 2015 (acima dos 1,9% previstos em junho).

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.