sicnot

Perfil

Economia

Greve na Soflusa afeta ligações entre Barreiro e Lisboa nas horas de ponta

As ligações de barco entre o Barreiro e o Terreiro do Paço, em Lisboa, vão estar condicionadas a partir de hoje e até quarta-feira devido a uma greve parcial dos trabalhadores da Softlusa. - A Soflusa está a assegurar hoje, desde as 07:10, a ligação entre o Barreiro e Lisboa com um navio, até às 9:30.

(SIC/Arquivo)

(SIC/Arquivo)

Fonte oficial da empresa adiantou à agência Lusa que "foi possível reunir condições" para efetuar esta carreira extraordinária em dia de greve e assim "facilitar a vida aos passageiros" que esperam o retomar das ligações a partir da hora em que termina a greve parcial (09:30).

A mesma fonte explicou que esta carreira está a funcionar "para além dos serviços mínimos" que a Soflusa está a cumprir.

Esta paralisação de três horas por turno afeta, em particular, as horas de ponta no período da manhã e da tarde, e repete-se até quarta-feira.

De acordo com a empresa, estavam previstas duas carreiras no sentido Barreiro/Lisboa pelas 05:15 e 06:15, devido aos serviços mínimos decretados pelo tribunal arbitral, com as ligações a estarem paradas até às 09:30.

No período da tarde, os barcos param pelas 17:35 e apenas serão retomadas pelas 21:45.

No sentido Lisboa/Barreiro também se vão realizar duas carreiras decretadas pelos serviços mínimos, às 05:45 e 06:40. As ligações serão depois retomadas pelas 10:55. No período da tarde, os barcos vão parar entre as 18:00 e as 22:15.

Os trabalhadores da empresa, que já cumpriram na semana passada dois dias de greve parcial, exigem uma revisão da massa salarial.

A Soflusa, integrada na Transportes de Lisboa, juntamente com o Metro, Carris e Transtejo, tem cerca de 170 trabalhadores.

Com Lusa

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35

    País

    A data para as próximas eleições autárquicas já gerou consenso. 1 de outubro é a data pedida pelos vários partidos ouvidos esta segunda-feira por António Costa. Na próxima quinta-feira, no Conselho de Ministros, o dia de ir às urnas vai ser escolhido.