sicnot

Perfil

Economia

Lagarde diz que riscos negativos para economia global aumentaram nos últimos meses

Os riscos para a economia global cresceram nos últimos meses, sobretudo devido ao abrandamento económico da China e também ao início previsto do ajustamento da política monetária norte-americana e britânica, afirmou hoje a diretora-geral do FMI.

© Handout . / Reuters

"Os riscos em baixa são maiores do que antes", afirmou Christine Lagarde numa conferência sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, quando comentava o estado da economia mundial e o abrandamento recente da economia chinesa como um fator importante.

Além da China, que teve um mês de agosto difícil com episódios de grande volatilidade financeira e cujas autoridades surpreenderam com uma desvalorização do yuan, a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI) sublinhou que "é provável" que a iminente subida das taxas de juro nos Estados Unidos e no Reino Unido também gere "turbulências".

Christine Lagarde destacou ainda que outra preocupação do Fundo é a crescente desigualdade de rendimentos: "Se queremos contar com um crescimento sustentável, uma desigualdade menor é muito melhor", disse.

O FMI vai realizar a próxima assembleia anual em Lima, no Perú, de 06 a 11 de outubro, altura em que vai apresentar as suas novas previsões de crescimento económico global.

Em julho, altura em que atualizou as últimas previsões, o Fundo tinha previsto que a economia mundial crescesse 3,3% este ano e 3,8% em 2016.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.