sicnot

Perfil

Economia

Défice no final do 1º semestre de 2015 atingiu 4,7%

O défice orçamental atingiu 4,7% do PIB no final do primeiro semestre de 2015, segundo dados divulgados hoje pelo INE, um valor superior à meta de 2,7% estabelecida pelo Governo para a totalidade do ano.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

De acordo com as Contas Nacionais Trimestrais Por Setor Institucional, hoje divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), "no conjunto do primeiro semestre de 2015, o saldo global das administrações públicas fixou-se em 4.092,9 milhões de euros, correspondendo a 4,7% do PIB", o que compara com um défice de 6,2% registado em igual período do ano passado.

Entre janeiro e junho deste ano, as administrações públicas registaram, em contas nacionais (a ótica que conta para Bruxelas), um défice de 4.092,9 milhões de euros, valor que compara com um défice de 5.286,7 milhões de euros verificado no período homólogo.

Para o conjunto de 2015, no Procedimento dos Défices Excessivos, também hoje divulgado pelo INE, mantém-se uma previsão de défice de 2,7% do PIB, sendo que este valor é da responsabilidade do Ministério das Finanças.

Correção: por lapso, a primeira versão desta notícia indicava que o défice tinha sido de 3,7% do PIB, o valor certo é 4,7% .

Com Lusa

  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.