sicnot

Perfil

Economia

Soflusa com três carreiras extraordinárias entre Barreiro e Lisboa em dia de greve

A Soflusa está a reforçar hoje, desde as 07:10, a ligação entre o Barreiro e Lisboa, com três navios até às 09:30, hora em que termina a greve parcial dos trabalhadores da empresa.

Fonte oficial da empresa adiantou à agência Lusa que a empresa reforçou o período de greve com três carreiras às 07:10, 07:55 e 08:45, para além dos serviços mínimos que a Soflusa está a cumprir.

A mesma fonte disse que a empresa espera retomar as ligações às 09:30, hora em que termina a greve parcial.

A paralisação de três horas por turno, que começou na segunda-feira e que termina hoje, afeta, em particular, as horas de ponta no período da manhã e da tarde.

De acordo com a empresa, estavam previstas duas carreiras no sentido Barreiro/Lisboa pelas 05:15 e 06:15, devido aos serviços mínimos decretados pelo tribunal arbitral, com as ligações a estarem paradas até às 09:30.

No período da tarde, os barcos param pelas 17:35 e apenas serão retomadas pelas 21:45.

No sentido Lisboa/Barreiro também se vão realizar duas carreiras decretadas pelos serviços mínimos, às 05:45 e 06:40. As ligações serão depois retomadas pelas 10:55. No período da tarde, os barcos vão parar entre as 18:00 e as 22:15.

Os trabalhadores da empresa, que já cumpriram na semana passada dois dias de greve parcial, exigem uma revisão da massa salarial.

A Soflusa, integrada na Transportes de Lisboa, juntamente com o Metro, Carris e Transtejo, tem cerca de 170 trabalhadores.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.