sicnot

Perfil

Economia

Meta do défice de 2015 comprometida, diz UTAO

A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) concluiu que a meta do défice de 2015 está mesmo ameaçada após analisar os dados do primeiro semestre divulgados esta semana pelo INE.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A UTAO diz mesmo que a própria saída do Procedimento dos Défices Excessivos pode estar comprometida, o que significa que o défice deste ano poderá ficar, uma vez mais, acima dos 3% exigidos em Bruxelas.

Pelas contas da UTAO, o défice do primeiro semestre representa quase 85% da meta, que era de 2,7%.

Embora reconheça que o desempenho das contas públicas habitualmente melhora na segunda metade do ano, os técnicos do Parlamento avisam que, para se cumprir o objectivo, o défice do segundo semestre teria de ser de apenas 0,9%. Um cenário que a UTAO considera particularmente difícil de atingir, sobretudo num ano de eleições.

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.