sicnot

Perfil

Economia

Sonae vende participação no projeto de retalho em Angola a Isabel dos Santos

A Sonae vendeu a posição que tinha no projeto de retalho alimentar em Angola à empresária angolana Isabel dos Santos, confirmou hoje fonte oficial da empresa.

"Na sequência das informações anteriormente prestadas, a participação da Sonae e as consequentes responsabilidades assumidas por esta, no âmbito do projeto de investimento no retalho alimentar em Angola, foram adquiridas pelo grupo da engenheira Isabel dos Santos", afirmou fonte oficial.

Quanto às razões da venda da participação e montante envolvido na operação, a Sonae não avançou qualquer informação.

O Jornal de Negócios noticiou hoje que Isabel dos Santos rompeu a parceria que tinha com a Sonae, a qual tinha sido formalizada a 15 de abril de 2011.

A empresária dá hoje uma conferência de imprensa em Angola sobre o assunto.

Ex-quadro da Sonae lidera novo hipermercado angolano "Candando"

O ex-quadro da Sonae Miguel Osório é o administrador do novo projeto de retalho em Angola, da empresária Isabel dos Santos e que vai operar a rede de hipermercados "Candando", representando o fim da parceria com aquele grupo português.

O grupo Contidis, que vai operar sob a marca "Candando" (abraço), foi apresentado hoje em Luanda, em conferência de imprensa, precisamente por Miguel Osório, que confirmou tratar-se uma empresa detida a 100 por cento pela empresária angolana, prevendo um investimento de 400 milhões de dólares (356 milhões de euros) nos próximos cinco anos.

Anteriormente tinha sido anunciada uma parceria entre Isabel dos Santos e o grupo Sonae para a introdução de uma rede de hipermercados em Angola.

A abertura da primeira loja "Candando", de um total previsto de dez ao longo de cinco anos, deverá acontecer no primeiro semestre de 2016, em Luanda, anunciou Miguel Osório.

Com 10.000 metros quadrados, esta primeira loja ficará instalada no Shopping Avennida, em Luanda.

Lusa

  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.