sicnot

Perfil

Economia

Bolsas europeias em alta sustentadas por dados dos EUA e eleições em Portugal

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta sustentadas, segundo analistas citados pela agência Efe, pelos dados do emprego nos Estados Unidos divulgados na sexta-feira e pelos resultados das eleições de domingo em Portugal.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Cerca das 09:30 em Lisboa, o EuroStoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir 2,49% para 3.164,93 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam em alta, a subirem 1,88%, 2,51% e 1,91%, respetivamente, bem como as de Madrid e de Milão, que estavam a avançar 2,60% e 1,98%.

Depois de ter aberto em alta, a Bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:30, o principal índice, o PSI20, estava a valorizar-se 1,90% para 5.317,31 pontos.

Em Nova Iorque, Wall Street terminou em alta na sexta-feira, com o Dow Jones a subir 1,23% para 16.472,37 pontos, depois de ter subido a 19 de maio passado até aos 18.312,39 pontos, o atual máximo de sempre desde que foi criado.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1231 dólares, contra 1,1231 dólares no fecho de sexta-feira.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou na sexta-feira o câmbio de referência da divisa europeia em 1,1160 dólares.

Os investidores optaram hoje por se fixarem nas "boas notícias", tendo assim festejado o resultado das eleições portuguesas, nas quais o partido no Governo venceu, mas sem maioria absoluta, referem analistas citados pela agência Efe.

Em relação aos indicadores da economia norte-americana, os investidores confiam que depois dos dececionantes dados do emprego a Reserva Federal adiará a subida das taxas de juro para o próximo ano.

Esta semana, os investidores esperam a publicação de um único indicador, designadamente as vendas a retalho da zona euro.

Entretanto, o escândalo sobre as emissões dos veículos a diesel do grupo Volkswagen mantém-se no centro da atenção dos investidores.

O barril de petróleo Brent, para entrega em novembro, abriu hoje em alta, a cotar-se a 48,37 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,30% do que no encerramento da sessão anterior.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.