sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas espera que Portugal entregue OE 2016 até 15 de outubro

Bruxelas espera que Portugal entregue OE 2016 até 15 de outubro

A Comissão Europeia espera que Portugal entregue o esboço do Orçamento do Estado (OE) para 2016, até dia 15 de Outubro, mesmo que depois haja alterações. A data foi confirmada depois da reunião do Eurogrupo, sendo que fontes do governo já admitiram à SIC que os prazos vão ser cumpridos.

  • PSD e CDS vão apresentar compromisso para governarem juntos
    2:42

    Novo Governo

    A coligação está a contar que o Presidente da República venha a convidar Passos Coelho para formar Governo. O PSD e o CDS admitem que os tempos agora vão ser outros e estão abertos a negociar com o PS matérias essenciais, como a reforma da Segurança Social e até algumas medidas do próximo Orçamento de Estado.

  • Bruxelas admite prolongar prazo limite para entrega do Orçamento do Estado português

    Economia

    Bruxelas admite prolongar o prazo limite para a entrega do orçamento português devido às eleições legislativas. Segundo as regras europeias, todos os países da zona euro devem entregar os respetivos programas orçamentais até 15 de outrubro, no entanto, e tendo em conta o calendário eleitoral, a Comissão deverá aceitar que o futuro governo entregue a proposta apenas em 2016. Apesar da disponibilidade para rever o prazo, a Comissão Europeia quer ter uma palavra a dizer antes da aprovação final do documento na Assembleia da República.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.