sicnot

Perfil

Economia

Cofidis conclui compra do Banif Mais por 400 M€ e adquire 18 delegações

A Cofidis anunciou hoje que concluiu a compra de 100% do Banif Mais por 400 milhões de euros e, ao mesmo tempo, alargou a sua oferta de crédito automóvel às 18 delegações anteriormente detidas pela instituição financeira.

Cofidis

Em comunicado, a empresa de crédito refere que acaba de reforçar "a sua oferta no segmento do crédito automóvel, alargando a sua presença a nível nacional, através de 18 novas delegações, passando também a dispor de uma rede mais alargada de colaboradores neste segmento".

Este alargamento representa um passo importante "para a sua estratégia de diversificação e fortalece os quatro pilares - mais proximidade, mais competitividade, mais simplicidade e mais inovação - e o caminho que traçámos para o futuro", adianta o diretor-geral da Cofidis Portugal, Nicolas Wallaert.

Segundo a empresa, as delegações Banif Mais passam a chamar-se Loja de Financiamento Automóvel Cofidis e fazem partem da estratégia de desenvolvimento de negócio da Cofidis, podendo aumentar a quota de mercado de veículos usados em dois pontos percentuais.

A 04 de junho, o Banif, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), anunciou que vendeu a sua participação no capital social do Banif Mais SGPS, SA.

Na nota, o banco acrescentava que esta transação estava "alinhada" com o plano estratégico do Banif e que era "expectável que tenha um impacto positivo estimado nos rácios de capital consolidado do Banif".

Em dezembro do ano passado, o Banif tinha já anunciado a venda do Banif Mais à Cofidis por 410 milhões de euros, ficando a operação dependente do aval das autoridades relevantes.

Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.