sicnot

Perfil

Economia

Unicer fecha fábrica em Santarém com cerca de 150 trabalhadores

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Bebidas e Tabacos de Portugal (Sintab) revelou hoje que a Unicer vai fechar o centro de produção de refrigerantes, em Santarém, que emprega entre 150 e 170 trabalhadores.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

O responsável do Sintab pela região de Lisboa, Rui Matias, adiantou à Lusa que os trabalhadores da fábrica de refrigerantes foram informados esta manhã da intenção da administração de fechar as portas da Rical - Empresa Produtora de Refrigerantes e Águas até maio de 2016.

"Estamos muito preocupados. A notícia é brutal para 150 famílias", afirmou o sindicalista, adiantando que a administração da Unicer terá apresentado a possibilidade de uma dezena de trabalhadores poderem ser integrados na unidade de Leça do Balio, Matosinhos.

Na reunião com os trabalhadores, os responsáveis da Unicer terão ainda referido a possibilidade de uma empresa localizada na imediações poder vir a empregar 20 a 25 trabalhadores que entretanto serão dispensados, referiu Rui Matias.

"Vamos acompanhar o processo para ver como se desenrola, quais as razões apresentadas pela administração e condições dadas aos trabalhadores", adiantou.

Em 2013, a Unicer encerrou a sua fábrica de cerveja em Santarém, deslocalizando a produção para Leça do Balio, como parte do projeto de consolidação industrial das cervejas da empresa para melhorar a eficiência e competitividade da empresa.

Contactada pela Lusa, fonte da Unicer adiantou que estava a decorrer uma reunião com trabalhadores, remetendo esclarecimentos para mais tarde.

Lusa

  • Trump deixa aviso à Coreia do Norte

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump, assegurou hoje que o Pentágono "está preparado" para adotar as medidas militares necessárias contra a Coreia do Norte, caso Pyongyang responda ao cancelamento da cimeira bilateral com gestos "ingénuos ou imprudentes".

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC

  • Filha do ex-espião russo envenenado diz sentir-se com "sorte por estar viva"
    1:38