sicnot

Perfil

Economia

Depósitos das famílias caem 0,8% de julho para agosto atingindo 136,7 mil M€

Os depósitos das famílias atingiram os 136.759 milhões de euros em agosto, menos 0,78% do que no mês anterior, enquanto os depósitos das empresas aumentaram 1,24% para os 30.372 milhões de euros neste período.

(Arquivo)

(Arquivo)

MIGUEL A. LOPES

Os números foram hoje divulgados pelo Banco de Portugal e indicam que, no caso dos depósitos dos particulares, apesar da queda de 0,78% face a julho, os 136.759 milhões de euros que as famílias tinham em depósitos em agosto correspondem a um aumento de 2,2% em relação ao período homólogo de 2014.

Desde o início do ano, os depósitos dos particulares aumentaram 2,98%, uma vez que, em dezembro de 2014, os depósitos das famílias ascendiam a 132.805 milhões de euros.

Já no caso das empresas, os depósitos ascenderam a 30.372 milhões de euros em agosto, um aumento de 1,24% face ao mês anterior e de 3,1% se comparado com o mesmo mês do ano passado.

Em dezembro de 2014, os depósitos das empresas correspondiam a 30.334 milhões de euros, o que significa que, desde o início do ano, aumentaram 0,125%.

Considerando tanto as famílias como as empresas, em agosto deste ano, os bancos detinham 167.131 milhões de euros em depósitos, uma queda de 0,42% face ao mês anterior, mas um aumento de 2,4% em relação a agosto de 2014, altura em que os depósitos ascendiam a 163.219 milhões de euros.

Em julho deste ano, os depósitos dos particulares e das empresas como um todo atingiram o valor mais alto desde 1989, o primeiro ano para o qual o Banco de Portugal divulga este indicador, atingindo os 167.835 milhões de euros nesse mês.

Quanto às novas operações, em agosto, as famílias contratualizaram 2.418 milhões de euros em novos depósitos e as empresas contratualizaram 6.175 milhões de euros, totalizando os novos depósitos realizados os 8.593 milhões de euros.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.