sicnot

Perfil

Economia

Governo japonês pede às empresas novos aumentos salariais e mais investimento

O Governo nipónico pediu hoje aos líderes empresariais do país para aumentarem os salários e potenciarem o investimento de capital fixo de forma a contrariar os efeitos negativos do abrandamento da economia chinesa para o Japão.

© Yuya Shino / Reuters

Esta mensagem foi a nota dominante no início de um fórum público-privado mensal que teve início hoje em Tóquio, no qual participou o primeiro-ministro, Shinzo Abe.

Vários membros do Governo insistiram na necessidade de se impulsionar, a breve prazo, atualizações salariais, à semelhança das ativadas nas passadas negociações da primavera com os sindicatos, em que foram aprovados os maiores aumentos numa década no Japão.

No fórum espera-se, por outro lado, que os representantes empresariais peçam ao Governo que acelere a aprovação de diversas reformas de cariz regulador e novos cortes fiscais, em especial no que se refere ao imposto pago pelas empresas, que ainda é um dos mais elevados do mundo desenvolvido, segundo a agência Kyodo.

Este ano, o Governo já reduziu o imposto de 35% para cerca de 32%, um nível que continua, porém, muito acima do aplicado nomeadamente noutros países vizinhos, como a China ou a Coreia do Sul, onde a taxa ronda os 25% e os 24%, respetivamente.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.