sicnot

Perfil

Economia

Preços caíram na zona euro mas Portugal registou 2ª maior subida

As taxas de inflação homólogas da zona euro e da União Europeia (UE) foram, em setembro, de -0,1% cada, voltando a valores negativos. Portugal registou a segunda maior subida de preços (0,9%), divulgou hoje o Eurostat.

© Susana Vera / Reuters

A inflação homóloga da zona euro foi, em agosto, de 0,1%, da UE de 0,0% e de Portugal de 0,7%.

Já em setembro de 2014, a taxa de inflação homóloga da zona euro era de 0,3%, da UE de 0,4% e a de Portugal tinha-se fixado nos 0,0%.

Em setembro, foram registadas taxas de inflação homólogas negativas em 17 Estados-membros, com os valores mais baixos em Chipre (-1,9%), na Roménia (-1,5%) e em Espanha (-1,1%).

As mais elevadas observaram-se em Malta (1,6%), em Portugal, na Bélgica e na Suécia (0,9% cada).

Face a agosto, os preços baixaram em 18 Estados-membros, mantiveram-se estáveis noutros quatro e aumentaram em seis.

A baixa inflação tem impactos significativos na evolução da economia. Preocupado com isso, o Banco Central Europeu (BCE) tem em marcha um programa de compra de ativos em larga escala para combater a deflação e estimular a economia.

O BCE tem como mandato uma taxa de inflação da zona euro inferior, mas próxima, dos 2%.

Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.