sicnot

Perfil

Economia

Toyota quer acabar com carros movidos por combustíveis fósseis até 2050

A Toyota Motor quer deixar de produzir carros que funcionam só com combustíveis fósseis até 2050, altura em que espera vender apenas veículos híbridos, elétricos ou movidos a hidrogénio, informou o fabricante japonês de automóveis.

© ERIC THAYER / Reuters

Tal permitiria reduzir as emissões de dióxido de carbono dos seus veículos novos em cerca de 90% comparativamente ao volume que os carros Toyota recém-saídos da fábrica emitiam em 2010.

O plano da empresa com sede de Aichi (centro do Japão) poderia ter um peso importante no futuro do setor -- ainda muito dependente da gasolina e do diesel --, numa altura marcada pelo escândalo de manipulação de emissões do grupo Volkswagen, o maior fabricante mundial a par com a Toyota.

A Toyota explicou num documento, em que refere o seu plano de redução de emissões para os próximos cinco anos e o seu "desafio ambiental para 2050", que espera aumentar até às 30 mil unidades (um terço das quais seria no Japão) as vendas anuais de veículos movidos a hidrogénio, que emite apenas vapor de água.

De modo a atingir este objetivo, espera intensificar a produção do Mirai -- comercializado no Japão desde o ano passado e que foi o primeiro veículo de hidrogénio vendido em série -- das 700 para as 3.000 unidades anuais em 2017.

Também pretende começar a vender no mesmo ano autocarros de hidrogénio em Tóquio, cidade onde espera comercializar uma centena em 2020.

Para essa data também quer vender 1,5 milhões de veículos híbridos anualmente, ou seja, 20% mais do que em 2014, e que o volume de emissões dos seus automóveis novos seja cerca de 22% inferior ao de 2010.

A empresa também propôs cortar as emissões de dióxido de carbono das suas fábricas em todo o mundo, por via do uso de fontes renováveis ou de hidrogénio nas linhas de produção, bem como tecnologias industriais mais eficientes.

Lusa

  • Sismo registado esta manhã na região de Lisboa

    País

    Um sismo foi sentido esta manhã na região da Grande Lisboa. O abalo foi registado às 7h44, com epicentro em Sobral de Monte Agraço e magnitude de 4.3, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

    Em atualização

  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.