sicnot

Perfil

Economia

Air France vai despedir perto de mil trabalhadores em 2016

A Air France vai despedir à volta de mil trabalhadores em 2016, no âmbito do plano de reestruturação social da transportadora aérea, disse hoje o presidente do Conselho de Administração do grupo Air France-KLM, Alexandre de Juniac.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Jacky Naegelen / Reuters

O plano de reestruturação social da companhia aérea Air France foi anunciado a 05 de outubro e, de acordo com o gestor, "será lançado em 2016", informaram órgãos de comunicação social franceses.

Nesta primeira fase, os despedimentos abrangerão cerca de mil trabalhadores, estando previsto que todos os despedimentos sejam feitos por mútuo acordo, salientaram.

Alexandre de Juniac referiu, ainda, que o plano de reestruturação social prevê que sejam despedidos no total 2.900 trabalhadores nos próximos dois anos.

Nesta primeira fase, em 2016, o plano prevê que sejam despedidos cerca de mil trabalhadores, e em 2017 os restantes, segundo órgãos de comunicação social franceses, o que irá aumentar as tensões sociais na transportadora aérea.

Lusa

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.