sicnot

Perfil

Economia

Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa confiante na produção de novo modelo em 2017

O coordenador da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa, António Chora, afirmou hoje que os trabalhadores da fábrica de Palmela continuam com a expectativa de começar a fabricar um novo modelo da Volkswagen a partir do segundo semestre de 2017.

© Jim Young / Reuters

"A informação que temos é a mesma que tínhamos há algum tempo, segundo a qual está prevista a vinda de um novo modelo para a fábrica de Palmela, a partir do final do primeiro semestre de 2017", disse, lembrando que a Volkswagen já confirmou a intenção de prosseguir com o investimento em curso na Autoeuropa, que poderá atingir os 677 milhões de euros.

"É um investimento que deverá criar 500 novos postos de trabalho, mas que até podem ser mais, se as coisas correrem bem e a Volkswagen conseguir ultrapassar as dificuldades", acrescentou António Chora, aludindo às dificuldades com que se depara o grupo alemão, devido à utilização de um dispositivo fraudulento instalado em milhões de viaturas para reduzir as emissões de gases durante os testes de medição dos níveis de poluição.

António Chora falava à Lusa após a habitual reunião da Comissão de Trabalhadores das segundas-feiras, na qual foram abordadas algumas questões relacionadas com o momento atual e com o processo negocial para o novo acordo de empresa na Autoeuropa, dado que o anterior caducou no passado dia 30 de setembro.

Apesar de tudo, a Comissão de Trabalhadores considera que seria prematuro fazer qualquer previsão sobre eventuais consequências desta crise da Volkswagen no que respeita a salários e regalias dos trabalhadores da Autoeuropa.

"Estou apreensivo, mas tranquilo", disse António Chora, convicto de que se trata de um sentimento comum à grande maioria dos trabalhadores da fábrica de automóveis de Palmela.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.