sicnot

Perfil

Economia

Receitas de portagens aumentaram para 258,5 M€

As receitas das portagens aumentaram quase dez por cento desde o início do ano e em comparação com o mesmo período do ano passado. Entre janeiro e setembro, a Infraestruturas de Portugal teve 258,5 milhões de euros (M€) de receitas com portagem, o que representa mais 22,4 milhões de euros, do que no período homólogo de 2014.

SIC

SIC

A receita dos primeiros nove meses já é superior à conseguida em todo o ano de 2012.

A empresa justifica este crescimento com a cada vez maior procura de autoestradas por parte dos automobilistas e com melhorias no sistema de cobrança.

A receita de portagem das antigas SCUT cresceu nove por cento e representa 70 por cento da receita total.

Desde 2012 que não há aumento de preços nas portagens.

  • Detido dono do cão que feriu criança com gravidade

    País

    O dono do cão de raça Rottweiler que esta terça-feira feriu com gravidade uma criança de quatro anos em Matosinhos foi detido pela PSP e o animal já foi recolhido no canil municipal, informou fonte oficial da autarquia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.