sicnot

Perfil

Economia

Credores do Banque Privée Portugal têm até 6 de novembro para reclamar dívidas

Os credores da Sucursal em Portugal do Banque Privée Espírito Santo têm até 6 de novembro para reclamar os créditos, no âmbito do processo de liquidação da instituição, de acordo com a decisão do tribunal que está com o caso.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Denis Balibouse / Reuters

Esta informação foi divulgada através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), sendo dito que "quem pretender efetuar uma reclamação de créditos no âmbito do processo de liquidação em apreço deverá apresentar ou remeter ao administrador da insolvência nomeado um requerimento, acompanhado dos documentos probatórios de que disponham".

As reclamações podem ser feitas por via postal ou por correio eletrónico.

Em setembro, o Banco de Portugal revogou a autorização para operar da sucursal em Portugal do Banque Privée, instituição que pertencia ao Grupo espírito Santo com sede na Suíça. Essa revogação implicou a diluição e liquidação da instituição em Portugal.

A revogação de autorização aconteceu cerca um ano depois de a sucursal em Portugal já ter sido objeto de um conjunto de medidas corretivas, como proibição da concessão de novo crédito, de aplicação de fundos e de receção de depósitos.

Segundo a informação que consta na CMVM, os "depósitos detidos por clientes da sucursal foram já integralmente reembolsados" e mesmo a restante atividade está em níveis residuais, caso do crédito a clientes que caiu "cerca de 60%" desde setembro de 2014.

O Banque Privée Espírito Santo integrava o Grupo Espírito Santo (GES), que entrou em colapso no verão de 2014, com várias 'holdings' a avançarem com pedidos de insolvência devido à impossibilidade de respeitarem o reembolso de emissões de dívida colocadas no mercado, num processo que afetou também o Banco Espírito Santo (BES).

O BES, tal como era conhecido, acabou a 03 de agosto de 2014, quatro dias depois de apresentar um prejuízo semestral histórico de 3,6 mil milhões de euros.

Lusa

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Casos de cancro nos pulmões diminuem
    3:08

    País

    O mapa do cancro em Portugal está a mudar, pela primeira vez os casos de cancro do cólon ultrapassaram os do pulmão. A proibição de fumar em locais públicos tem levado à diminuição dos casos de tumores pulmonares.

  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28