sicnot

Perfil

Economia

Multa de 694 M€ para Crédit Agricole por violar embargos dos EUA

O banco Crédit Agricole vai pagar uma multa de 787,3 milhões de dólares (694 milhões de euros) por ter violado os embargos norte-americanos impostos ao Sudão, Irão, Cuba e Birmânia, anunciaram hoje reguladores dos Estados Unidos.

Reuters

Reuters

© Stephane Mahe / Reuters

Esta punição financeira faz parte de um acordo concluído com quatro autoridades dos Estados Unidos que acusavam o banco francês de ter feito transações em dólares entre 2003 e 2008 em nome de entidades ou pessoas abrangidas pelas sanções económicas impostas por Washington.

"O Crédit Agricole envolveu-se numa série de procedimentos para contornar as sanções norte-americanas e enganar os reguladores", refere Anthony Albanese, dirigente dos serviços financeiros de Nova Iorque, citado num comunicado.

De acordo com o regulador, o banco "aceitou pedidos dos clientes para dissimular as suas identidades".

O banco vai reforçar os seus procedimentos de controlo e comprometeu-se a não cometer infrações similares. Em troca, as autoridades devem renunciar a uma ação penal, o que permite à instituição bancária prosseguir normalmente determinadas atividades, como gerir ativos de fundos de pensões.

As operações litigiosas em causa ultrapassam os 32 mil milhões de dólares e foram efetuadas em filiais em Londres, Paris, Singapura, Hong Kong e Genebra do Crédit Agricole CIB, o banco de financiamento e investimento do grupo.

Muitos dos dirigentes do banco envolvidos já deixaram o Crédit Agricole, mas as autoridades norte-americanas exigiram que um responsável ainda em funções seja afastado.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após noite de chuva intensa e queda de granizo
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC