sicnot

Perfil

Economia

Ferrari estreia-se hoje em Wall Street

A construtora de carros desportivos italiana Ferrari vai entrar hoje na bolsa de Nova Iorque a um preço de 52 dólares por ação.

© Brendan McDermid / Reuters

Com a entrada em Wall Street, a Ferrari planeia vender 17,2 milhões de ações, ou seja 9% do seu capital.

Os primeiros títulos da Ferrari começam a ser negociados logo depois da abertura da bolsa, com o símbolo "Race" (raça).

O piso do famoso centro financeiro norte-americano vai ser vestido de vermelho, a cor emblemática do carro italiano, para os líderes da empresa tocarem a campainha, sinónimo do início da negociação.

A entrada da Ferrari na bolsa nova-iorquina deverá ser um dos acontecimentos mais seguidos do ano e poderá acabar com a melancolia que atingiu Wall Street no verão.

Ao colocar o preço por ação nos 52 dólares, a Ferrari responde ao forte apetite dos investidores pela marca.

O grupo automóvel Fiat Chrysler Automobiles (FCA), detentora de 90% da Ferrari (os restantes 10% são detidos pelo filho de Enzo Ferrari, que fundou a marca em 1947) pretende utilizar os fundos recolhidos com a operação de entrada no mercado nova-iorquino para financiar o seu ambicioso plano de desenvolvimento para os próximos cinco anos, que prevê a venda de sete milhões de carros por ano.

Lusa

  • Reembolsos do IRS e IVA agravam défice

    Economia

    O défice orçamental atingiu os 1.931 milhões de euros em abril, mais 313 milhões em relação ao mesmo período do ano passado, segundo os dados da execução orçamental hoje revelados. A subida dos reembolsos fiscais agravaram as contas do Estado.

  • Herói de Paris não vai à Rússia
    2:12
  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Hoje é o dia internacional da criança desaparecida
    1:52

    País

    Assinala-se esta quinta-feira o dia internacional da criança desaparecida, numa altura em que foi conhecido um dado preocupante: há cada vez mais raptos parentais. O Instituto de Apoio à Criança recebe, por dia, 10 pedidos de ajuda.

  • Primatóloga Jane Goodall na Cimeira National Geographic em Lisboa
    3:00