sicnot

Perfil

Economia

Air France despede 2.900 trabalhadores se não chegar a acordo com sindicatos

O presidente executivo da Air France reafirmou hoje que a empresa poderá suprimir 2.900 empregos, se não chegar a acordo com os sindicatos dos trabalhadores até ao final do ano para aumentar a produtividade da companhia aérea.

© Eric Gaillard / Reuters

O presidente executivo da Air France, Frederic Gagey, informou hoje os representantes dos trabalhadores de que, aconteça o que acontecer, no próximo ano a empresa terá de reduzir 1.000 postos de trabalho, através de saídas voluntárias, na sua maioria reformas antecipadas.

Numa declaração à comunicação social citada pela agência noticiosa espanhola EFE, Frederic Gagey afirmou que o despedimento a 2.900 trabalhadores, caso não se chegue a um compromisso para reduzir custos operacionais, em especial com os pilotos, ainda este ano, é inevitável.

A administração da empresa e os sindicatos reuniram-se hoje, num primeiro encontro desde os confrontos violentos de 05 de outubro, quando centenas de trabalhadores invadiram uma reunião do conselho de administração da empresa e atacaram os seus membros.

O presidente executivo da companhia aérea recusou ainda que se classifique estas declarações como chantagem, preferindo sublinhar que a Air France "está sujeita a uma forte concorrência" e que se os objetivos do programa de reestruturação da empresa forem cumpridos não haverá despedimentos.

Uma dezena de sindicatos convocaram para hoje um protesto contra o plano de restruturação da empresa, com milhares de pessoas a manifestarem-se em França ao mesmo tempo que a administração apresentava os detalhes do programa aos representantes dos trabalhadores.

Lusa

  • Reembolsos do IRS e IVA agravam défice

    Economia

    O défice orçamental atingiu os 1.931 milhões de euros em abril, mais 313 milhões em relação ao mesmo período do ano passado, segundo os dados da execução orçamental hoje revelados. A subida dos reembolsos fiscais agravaram as contas do Estado.

  • Pombo apanhado a transportar droga no Kuwait

    Mundo

    Há muitos anos, os pombos-correios serviam para trocar mensagens, quase como o WhatsApp da época. Contudo, nos dias de hoje a troca de informação é facilitada e há quem prefira usar estes animais para técnicas ilegais. Foi o que aconteceu no Kuwait, onde as autoridades apanharam um pombo com uma bolsa nas costas, que transportava drogas.

  • Herói de Paris não vai à Rússia
    2:12
  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Primatóloga Jane Goodall na Cimeira National Geographic em Lisboa
    3:00