sicnot

Perfil

Economia

Air France despede 2.900 trabalhadores se não chegar a acordo com sindicatos

O presidente executivo da Air France reafirmou hoje que a empresa poderá suprimir 2.900 empregos, se não chegar a acordo com os sindicatos dos trabalhadores até ao final do ano para aumentar a produtividade da companhia aérea.

© Eric Gaillard / Reuters

O presidente executivo da Air France, Frederic Gagey, informou hoje os representantes dos trabalhadores de que, aconteça o que acontecer, no próximo ano a empresa terá de reduzir 1.000 postos de trabalho, através de saídas voluntárias, na sua maioria reformas antecipadas.

Numa declaração à comunicação social citada pela agência noticiosa espanhola EFE, Frederic Gagey afirmou que o despedimento a 2.900 trabalhadores, caso não se chegue a um compromisso para reduzir custos operacionais, em especial com os pilotos, ainda este ano, é inevitável.

A administração da empresa e os sindicatos reuniram-se hoje, num primeiro encontro desde os confrontos violentos de 05 de outubro, quando centenas de trabalhadores invadiram uma reunião do conselho de administração da empresa e atacaram os seus membros.

O presidente executivo da companhia aérea recusou ainda que se classifique estas declarações como chantagem, preferindo sublinhar que a Air France "está sujeita a uma forte concorrência" e que se os objetivos do programa de reestruturação da empresa forem cumpridos não haverá despedimentos.

Uma dezena de sindicatos convocaram para hoje um protesto contra o plano de restruturação da empresa, com milhares de pessoas a manifestarem-se em França ao mesmo tempo que a administração apresentava os detalhes do programa aos representantes dos trabalhadores.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.