sicnot

Perfil

Economia

Contribuintes podem vir a recuperar menos da sobretaxa de IRS do que o que previsto

Contribuintes podem vir a recuperar menos da sobretaxa de IRS do que o que previsto

Afinal, os contribuintes podem vir a recuperar menos da sobretaxa de IRS do que o que previsto até agora. A devolução estimada agora pelo Governo é 40% inferior à divulgada antes das eleições. Se as receitas com impostos se mantiverem, os portugueses vão recuperar menos de um em cada 10 euros da sobretaxa.

  • Houve uma "vergonhosa manipulação" das contas do Estado
    1:28

    Economia

    O editor de economia da SIC, José Gomes Ferreira, considera que houve uma vergonhosa manipulação das contas do Estado. Afinal a descida da sobretaxa vai ser muito menor do que o Governo tinha anunciado há cerca de um mês, antes das eleições. Os números da execução orçamental de setembro divulgados hoje revelam uma inesperada descida das receitas do IRS.

  • Devolução da sobretaxa vai ser menor do que o Governo tinha anunciado
    0:47

    Economia

    Afinal a descida da sobretaxa vai ser muito menor do que o Governo tinha anunciado há cerca de um mês, antes das eleições. Os números da execução orçamental de setembro divulgados hoje revelam uma inesperada descida das receitas do IRS. Se o ano terminasse agora a prometida descida da sobretaxa em 2016 seria de apenas três décimas: baixando dos atuais 3,5% para 3,2%.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41