sicnot

Perfil

Economia

Banco BPI passa de prejuízo a lucro de 151 milhões de euros até setembro

O Banco BPI registou um resultado líquido de 151 milhões de euros entre janeiro e setembro, valor que compara com o prejuízo de 114,3 milhões de euros apurado em igual período de 2014, informou hoje a entidade.

Do lucro total, a 'fatia de leão' é oriunda da atividade internacional (112 milhões de euros), sobretudo, da operação em Angola.

Nota para a evolução positiva da atividade doméstica que originou um lucro de 38,9 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, contra um prejuízo de 197,5 milhões de euros no período homólogo do ano passado.

Em termos consolidados, a margem financeira cresceu 30,8% para 493,5 milhões de euros, enquanto o produto bancário aumentou 49,1% para 894,5 milhões de euros.

O BPI explicou que esta evolução positiva do produto bancário resultou, além da melhoria da margem financeira, da recuperação dos lucros em operações financeiras, que passaram de um valor negativo de 13,3 milhões de euros em setembro de 2014 (que incluiu as menos valias de 137,5 milhões de euros, antes de impostos, derivadas da venda de dívida pública portuguesa e italiana de médio e longo prazo) para um valor positivo de 153,6 milhões de euros em setembro de 2015.

Já os custos baixaram 1,1% para 502,5 milhões de euros.

O resultado operacional disparou de 92 milhões de euros em setembro de 2014 para 392,1 milhões de euros em setembro último, isto é, mais do que quadruplicou.

No mesmo período, as imparidades para crédito caíram de 141,3 milhões de euros para 113,4 milhões de euros.

Quanto ao capital, o rácio 'common equity tier 1' (CET1) atingiu 10,6%, segundo as regras transitórias aplicáveis em 2015, e 9,3% com as novas regras europeias totalmente implementadas.

Já o rácio de transformação de créditos sobre depósitos fixou-se nos 83% no final dos primeiros nove meses do ano, contra os 88% em setembro do ano passado.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.