sicnot

Perfil

Economia

EDP Renováveis lucra 99,6 M€ nos primeiros nove meses do ano

A EDP Renováveis registou lucros de 99,6 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, praticamente duplicando o resultado obtido no período homólogo de 2014, quando obteve 52,9 milhões de euros.

Em comunicado enviado hoje ao regulador do mercado em Portugal, a CMVM, a elétrica portuguesa dirigida por Manso Neto indica que nos primeiros nove meses do ano as suas receitas cresceram 16%, para 1.079 mil milhões de euros.

O aumento das receitas, explicou a EDP-R, deveu-se à "maior produção (+37 milhões de euros face aos nove meses de 2014), ao preço médio de venda (+ 31 milhões de euros face a 2014) e à evolução cambial (mais 80 milhões de euros)".

"Os outros proveitos operacionais totalizaram 126 milhões de euros (mais 105 milhões de euros face a 2014), explicado principalmente por 102 milhões de euros de ganhos subsequentes à aquisição de controlo de certos ativos da ENEOP", acrescentou a elétrica.

Os custos operacionais (Opex) da EDP-R atingiram os 423 milhões de euros (+ 114 milhões face a 2014), "devido maioritariamente aos abates e a efeitos cambiais".

De janeiro a setembro, a EDP-R produziu 15 TeraWatts/hora de energia limpa, "um aumento de 4% face aos 14,4 TWh nos primeiros nove meses de 2014, com o efeito positivo das adições de capacidade (+1,1 TWh) a mitigar o menor recurso eólico no período. No período o fator de utilização foi de 28% contra os 29% dos nove meses de 2014".

Ainda assim, a produção desceu 4% em Espanha e 1% em Portugal.

"Em Espanha, a EDPR produziu 3,7 TWh (-4% face a 2014), dos quais 92% foram gerados por capacidade com complemento", explicou a empresa, acrescentando que em Portugal a produção nos nove meses "totalizou 1.218 GWh (-1%), dado o menor fator de utilização (27% contra os 30% de 2014), ainda que superior ao esperado" para o período em análise.

O preço de venda médio em Portugal foi de 104,9 euros por cada Megawatt/hora, uma quebra face ao preço médio de 106,7 euros em 2014 e "refletindo a consolidação da ENEOP", adianta a EDP-R. As vendas de eletricidade em Portugal também desceram 3%, de 131 milhões de euros para 127,7 milhões de euros.

O EBITDA (Resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) da empresa cresceu 22%, para 782 milhões de euros, com a margem de EBITDA a aumentar de 69% para 72%.

Lusa

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".