sicnot

Perfil

Economia

EDP Renováveis lucra 99,6 M€ nos primeiros nove meses do ano

A EDP Renováveis registou lucros de 99,6 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, praticamente duplicando o resultado obtido no período homólogo de 2014, quando obteve 52,9 milhões de euros.

Em comunicado enviado hoje ao regulador do mercado em Portugal, a CMVM, a elétrica portuguesa dirigida por Manso Neto indica que nos primeiros nove meses do ano as suas receitas cresceram 16%, para 1.079 mil milhões de euros.

O aumento das receitas, explicou a EDP-R, deveu-se à "maior produção (+37 milhões de euros face aos nove meses de 2014), ao preço médio de venda (+ 31 milhões de euros face a 2014) e à evolução cambial (mais 80 milhões de euros)".

"Os outros proveitos operacionais totalizaram 126 milhões de euros (mais 105 milhões de euros face a 2014), explicado principalmente por 102 milhões de euros de ganhos subsequentes à aquisição de controlo de certos ativos da ENEOP", acrescentou a elétrica.

Os custos operacionais (Opex) da EDP-R atingiram os 423 milhões de euros (+ 114 milhões face a 2014), "devido maioritariamente aos abates e a efeitos cambiais".

De janeiro a setembro, a EDP-R produziu 15 TeraWatts/hora de energia limpa, "um aumento de 4% face aos 14,4 TWh nos primeiros nove meses de 2014, com o efeito positivo das adições de capacidade (+1,1 TWh) a mitigar o menor recurso eólico no período. No período o fator de utilização foi de 28% contra os 29% dos nove meses de 2014".

Ainda assim, a produção desceu 4% em Espanha e 1% em Portugal.

"Em Espanha, a EDPR produziu 3,7 TWh (-4% face a 2014), dos quais 92% foram gerados por capacidade com complemento", explicou a empresa, acrescentando que em Portugal a produção nos nove meses "totalizou 1.218 GWh (-1%), dado o menor fator de utilização (27% contra os 30% de 2014), ainda que superior ao esperado" para o período em análise.

O preço de venda médio em Portugal foi de 104,9 euros por cada Megawatt/hora, uma quebra face ao preço médio de 106,7 euros em 2014 e "refletindo a consolidação da ENEOP", adianta a EDP-R. As vendas de eletricidade em Portugal também desceram 3%, de 131 milhões de euros para 127,7 milhões de euros.

O EBITDA (Resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) da empresa cresceu 22%, para 782 milhões de euros, com a margem de EBITDA a aumentar de 69% para 72%.

Lusa

  • Incêndio em Lisboa faz um ferido
    4:13

    País

    Um incêndio de grandes dimensões deflagrou esta segunda-feira numa loja, na Avenida de Berlim, em Lisboa. O repórter André Palma esteve no local, onde ouviu o comandante dos Sapadores Bombeiros de Lisboa. Pedro Patricio confirmou que foi assistida uma pessoa por inalação de fumos e, por questões de segurança, os veículos estacionados perto do local foram retirados, assim como foi pedido às pessoas dos prédios à volta que saíssem por causa do fumo. O incêndio foi dominado.

  • "Rui Rio avisou que vinha para partir loiça dentro do PSD"
    3:00
  • Hugo Soares não deverá continuar como líder parlamentar do PSD
    3:17

    País

    Rui Rio não deverá manter Hugo Soares na liderança parlamentar do PSD. Fonte próxima do novo presidente social-democrata diz à SIC que dificilmente o líder da bancada poderá continuar no cargo. Aumenta a pressão para que Hugo Soares ponha o lugar à disposição e já começam a surgir nomes para o substituir.

  • Suspeita de militantes fantasma no PSD
    4:22

    País

    Perante a suspeita de militantes fantasma e de caciquismo, Salvador Malheiro, diretor de campanha de Rui Rio, diz que o ato eleitoral foi devidamente fiscalizado. Uma investigação do jornal Expresso encontrou oito filiados numa morada que não existe e 17 militantes com morada numa casa onde vivem nove pessoas e nenhuma é do PSD. A associação cívica Transparência e Integridade fala num vazio legal e em falta de regulamentação.

  • Cristiano Ronaldo está insatisfeito com o salário e pode sair do Real Madrid
    2:38