sicnot

Perfil

Economia

Desemprego na zona euro recua para 10,8%, valor mais baixo desde janeiro de 2012

A taxa de desemprego na zona euro atingiu em setembro o valor mais baixo desde janeiro de 2012, ao fixar-se nos 10,8%, contra 10,9% no mês anterior e 11,5% em setembro de 2014, revelou o Eurostat.

Reuters

Reuters

© Andrea Comas / Reuters

Os dados do gabinete oficial de estatísticas da União Europeia (UE) revelam ainda que a taxa de desemprego no conjunto da União a 28 recuou igualmente 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior, ao cair de 9,4% em agosto para 9,3% em setembro, que é por seu turno o valor mais baixo desde setembro de 2009 (em setembro de 2014 era de 10,1%).

Em Portugal, tal como anunciou na quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística na sua estimativa provisória, a taxa de desemprego terá igualmente recuado uma décima, em linha com a tendência verificada tanto na zona euro como na UE, ao descer em setembro para 12,2% (contra 13,4% um ano antes, em setembro de 2014).

Ainda assim, Portugal registou em setembro a quinta taxa de desemprego mais elevada da UE, suplantada apenas por Grécia (25%, dados de julho), Espanha (21,6), Croácia (15,4) e Chipre (15,1).

No extremo oposto da lista, os países com taxas de desemprego mais baixas em setembro foram a Alemanha (4,5%), República Checa (4,8%) e Malta (5,1%).

No que respeita ao desemprego jovem, a taxa registada foi de 22,1% na zona euro e de 20,1% na UE, em baixa face aos valores de 23,4% e aos 21,8% registados, respetivamente, um ano antes, em setembro de 2014.

Em Portugal, a taxa de desemprego homóloga entre os trabalhadores com menos de 25 anos baixou em setembro para os 31,2%, face aos 32,8% em setembro de 2014.

Lusa

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.