sicnot

Perfil

Economia

BCE compra quase 1200 milhões em dívida pública em Portugal

O Banco Central Europeu (BCE) comprou mais de 52 mil milhões em dívida pública em outubro, dos quais quase 1200 milhões em Portugal, através do programa conhecido como 'quantitative easing', segundo números divulgados esta segunda-feira.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

© Ralph Orlowski / Reuters

Nos primeiros dez meses do ano, segundo números divulgados hoje pela entidade liderada por Mario Draghi, o BCE investiu um total de 395.516 milhões de euros através deste programa, que teve início em março, dos quais 8.954 milhões só em Portugal.

Só no mês de outubro, o BCE comprou 52.175 milhões de euros em dívida pública, dos quais 1184 milhões em dívida pública portuguesa. A maturidade média das obrigações nacionais detidas pelo banco central é de 10,64 anos e é a maior entre a dos países que fazem parte da carteira de ativos do banco. A média é de oito anos.

O 'quantitative easing' representa a maior fatia das compras realizadas pelo BCE em outubro, que totalizaram 63.731 milhões de euros nos três programas de compra de ativos da instituição.

O BCE comprou 9.993 milhões de euros através do programa de aquisição de obrigações cobertas (CBPP3) e aplicou 1.563 milhões de euros em instrumentos de dívida titularizada (ABSPP) no mês de outubro.

Em março, o BCE e os bancos centrais nacionais da zona euro começaram a comprar grandes quantidades de dívida pública da zona euro, através do programa conhecido como 'quantitative easing', que tem como objetivo de reanimar a economia europeia e cumprir o mandato para levar a inflação a níveis próximos mas abaixo dos 2%.

Lusa

  • Obama acredita que Guterres será um bom líder da ONU
    0:53

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar de perto com os Estados Unidos na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido esta sexta-feira por Barack Obama, na Casa Branca, onde foi elogiado pelo ainda Presidente.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.