sicnot

Perfil

Economia

Vendas de automóveis em Portugal subiram 16,1% em outubro

As vendas de automóveis em Portugal aumentaram 16,1% em outubro face ao mês homólogo do ano passado, tendo sido vendidos 16.922 veículos, informou esta terça-feira a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

(Arquivo)

(Arquivo)

LUIS FORRA / Lusa

De acordo com um comunicado da ACAP, em termos acumulados, nos primeiros dez meses deste ano foram vendidos em Portugal 179.443 automóveis, ou seja, mais 26,7% do que em igual período de 2014.

Apesar da subida, a ACAP salienta que o volume de vendas registado no mês de outubro continua 7,8% abaixo da média dos últimos 15 anos.

O mercado de veículos ligeiros (ligeiros de passageiros mais comerciais ligeiros), teve um crescimento de 16% por cento em outubro face a igual mês do ano anterior, ascendendo a um total de 16.475 veículos desta categoria.

Nos primeiros dez meses de 2015, o mercado de ligeiros cifrou-se em 176.078 unidades, o que correspondeu a um crescimento homólogo de 26,6 por cento, refere a ACAP.

Por tipo de veículo, foram vendidos em Portugal 13.696 automóveis ligeiros de passageiros em outubro, ou seja, mais 16,1% do que no mês homólogo do ano anterior. Nos primeiros dez meses de 2015 as vendas de veículos ligeiros de passageiros totalizaram 151.964 unidades, o que se traduziu numa variação positiva de 27,5% relativamente a igual período de 2014.

Apesar do escândalo em que está envolvida, a Volkswagen foi a quinta marca a vender mais automóveis ligeiros de passageiros em outubro, com um total de 1.174 unidades vendidas, o que corresponde a um crescimento de 1% nas suas vendas relativamente a outubro do ano passado. Já face a setembro último, a Volkswagen vendeu mais 15 veículos no mês em análise.

No mês passado foram vendidos 2.779 veículos comerciais ligeiros, o que representou um crescimento de 15,4% face ao mês homólogo do ano passado. Entre janeiro e outubro últimos, foram vendidos 24.104 veículos desta tipologia, o que representou um aumento de 21,1% face ao período homólogo do ano anterior.

Quanto ao mercado de veículos pesados de passageiros e de mercadorias, verificou-se um acréscimo de 19,8% em outubro, face ao mês homólogo do ano anterior, tendo sido comercializados 447 veículos desta categoria.

Nos primeiros dez meses do ano, as vendas situaram-se nas 3.375 unidades, o que representou um acréscimo do mercado de 35,3% relativamente ao período homólogo de 2014.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.