sicnot

Perfil

Economia

Moody's corta rating da Volkswagen

A agência de notação financeira Moody's cortou hoje o 'rating' atribuído ao grupo Volkswagen, de A2 para A3, devido às últimas irregularidades detetadas nos motores da construtora automóvel.

Brennan Linsley

"A descida de hoje reflete os riscos crescentes para a reputação da Volkswagen e seus benefícios futuros", justificou a analista- chefe da Moody's Yasmina Serghini, citada no comunicado hoje divulgado pela instituição.

A decisão, que coloca todas as notas atribuídas à empresa em "perspetiva negativa", foi tomada depois de a Moody's estudar "o anúncio de 03 de novembro" da Volkswagen em relação às "irregularidades nos níveis de CO2 e o consumo de combustível de certos grupos de veículos", bem como as novas acusações vindas dos Estados Unidos.

A Agência de Proteção do Meio Ambiente (EPA na sigla em inglês) norte-americana denunciou na segunda-feira que os veículos daquele grupo alemão com motor 'diesel' de 3 litros V6 TDI também têm o 'software' que dá informação de emissões poluentes reduzidas para cumprir os limites legais apenas quando o automóvel está num banco de provas.

"Estas novas denúncias supõem novos desafios à flexibilidade financeira e à posição competitiva da Volkswagen", argumentou Yasmina Serghini, acrescentando que a Moody's tem cada vez mais dúvidas sobre os controlos internos na empresa automóvel, o que "debilita ainda mais o seu perfil de crédito".

No entanto, a Moody's considera que a Volkswagen tem "capacidade financeira" para assumir os custos do novo escândalo, ainda que "persistam incertezas" sobre o montante necessário para responder a estas questões, sobre o tempo necessário e sobre o eventual impacto na perceção das marcas do grupo.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.