sicnot

Perfil

Economia

FMI diz que banqueiros devem ser responsabilizados pelos seus atos

Os banqueiros devem "ser responsabilizados" pelos seus atos em caso de má administração e não devem escapar a sanções judiciais pagando multas, defendeu hoje a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.

© Umit Bektas / Reuters

"Precisamos de uma cultura de responsabilização dos indivíduos pelos seus atos, bons ou maus", declarou a dirigente num seminário organizado pela Reserva Federal (Fed) de Nova Iorque.

Segundo Lagarde, a responsabilidade "civil e penal" dos banqueiros deve poder ser individual para os "dissuadir" de adotar comportamentos contrários à ética e à lei e de assumir riscos financeiros irrefletidos.

Para a diretora-geral do FMI, o atual sistema que permite aos bancos e aos seus quadros evitarem ser processados mostrou os seus limites.

Grandes bancos envolvidos em escândalos nos últimos anos conseguiram acordos com as autoridades dos Estados Unidos pagando multas avultadas para evitar os tribunais.

Lagarde explicou que não quer que assumir riscos financeiros seja condenado, mas permitir que se ponha fim ao "clima de irresponsabilidade" que reina no setor financeiro.

Lusa

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11