sicnot

Perfil

Economia

Greve na Lufthansa cancela quatro voos de e para Portugal até este sábado

A Lufthansa vai cancelar quatro voos de e para Portugal entre hoje e amanhã na sequência da greve do pessoal de cabine, que se iniciou hoje às 13:00 de Lisboa, segundo fonte oficial da companhia aérea alemã.

Greve na Lufthansa cancela todos os voos entre Frankfurt e Portugal.

Greve na Lufthansa cancela todos os voos entre Frankfurt e Portugal.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Durante o dia de hoje estão cancelados os voos LH 1172 entre Frankfurt-Lisboa, LH 1180 -- Frankfurt -- Porto e o voo LH 1177 -- Porto -- Frankfurt.

Para sábado está desde já cancelado o voo LH 1173 com partida prevista pelas 07:00 no aeroporto da Portela, em Lisboa, com destino a Frankfurt.

A Lufthansa prevê cancelar 290 voos hoje, primeiro dia de uma greve do pessoal de cabine, que só deverá terminar na próxima sexta-feira.

Cerca de 37.500 passageiros e os aeroportos de Frankfurt e de Dusseldorf deverão ser afetados por esta greve de nove horas por dia e que se iniciou às 13:00 de hoje em Lisboa, segundo a estimativa da companhia alemã.

A Lufthansa "lamentou" a decisão do pessoal de cabine nos aeroportos de Frankfurt e Dusseldorf e pediu desculpa aos passageiros, garantindo que "tudo fará para minimizar os danos".

Os 290 voos cancelados incluem 23 intercontinentais, adiantou a empresa num comunicado.

Anteriormente, o sindicato alemão UFO informou que a greve - anunciada na véspera, depois de fracassadas as negociações com a administração da companhia aérea alemã - afetaria os aeroportos de Frankfurt e Dusseldorf.

As perturbações decorrentes desta greve deverão durar até às 22:00 nos aeroportos de Frankfurt e Dusseldorf, respetivamente o maior e o terceiro maior da Alemanha, referiu o UFO num comunicado.

A greve foi convocada pelo UFO para protestar contra os mecanismos de pré-reforma e o sistema de complementos de pensões da Lufthansa.

O pessoal do aeroporto de Munique só vai fazer greve na segunda-feira porque foi tido em consideração o final das férias escolares de outono no Estado federado da Baviera.

Os pormenores da greve serão comunicados ao longo do dia mas o presidente do UFO, Nicoley Baubies, advertiu que todos os passageiros têm que contar com eventuais cancelamentos de voos.

"Temos uma greve de oito dias até à próxima sexta-feira, as exceções que façamos vão depender em boa parte do comportamento da Lufthansa", disse Baubies.

Esta greve de pessoal de cabine não vai afetar a Germanwings, filial 'low cost' (baixo custo) da Lufthansa, nem as subsidiárias da empresa Eurowings, Lufthansa CityLine, SWISS, Austrian Airlines, Air Dolomiti e Brussels Airlines.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.