sicnot

Perfil

Economia

Lufthansa anuncia cancelamento de 929 voos na segunda-feira devido a greve

A transportadora aérea alemã Lufthansa divulgou hoje que a greve de pessoal de cabine da companhia vai provocar o cancelamento de 929 voos e afetar mais de 100 mil passageiros na segunda-feira.

© Ralph Orlowski / Reuters

"De um total de 3.000 ligações previstas, 929 voos vão ser suprimidos de e para Frankfurt, Munique e Dusseldorf", referiu a Lufthansa, num comunicado, precisando que 113.000 passageiros vão ser afetados pelos cancelamentos.

A greve de pessoal de cabine da Lufthansa, prevista durar até 13 de novembro, atingiu na sexta-feira e no sábado os aeroportos de Frankfurt e Dusseldorf.

Depois de cerca de 300 voos cancelados na sexta-feira, a greve no sábado levou à supressão de 520 voos de curto e médio curso e afetou 50 mil passageiros, segundo a companhia aérea.

O sindicato alemão UFO, que representa a maioria dos 19 mil tripulantes de cabine da Lufthansa, já tinha anunciado que a greve seria interrompida no domingo, já que "neste dia, a maior parte das viagens são de caráter privado", retomada na segunda-feira e alargada ao aeroporto de Munique.

A transportadora aérea alemã anunciou hoje entretanto que o seu conselho de administração vai decidir na segunda-feira as "consequências" da greve e irá informar os funcionários e o público em geral nesse mesmo dia.

"A Lufthansa reafirmou hoje a sua disponibilidade para retomar as negociações", afirmou a companhia.

As negociações entre a transportadora aérea e os delegados de pessoal de navegação, iniciadas em dezembro de 2013, centram-se em questões relacionadas com os salários, mas também com a proteção contra os despedimentos ou as reformas e as pré-reformas, definidas por convenções coletivas.

As filiais da Lufthansa Germanwings - Eurowings, Lufthansa CityLine, SWISS, Austrian Airlines, Air Dolomiti e Brussels Airlines -- não são abrangidas pelo protesto.

Lusa