sicnot

Perfil

Economia

Todos os voos desta segunda-feira da Lufthansa entre Portugal e Alemanha cancelados

A Lufthansa vai cancelar todos os voos de e para Portugal na segunda-feira, na sequência da greve do pessoal de cabine que começou na sexta-feira, disse à Lusa fonte oficial da companhia aérea alemã.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Para segunda-feira, disse hoje a fonte ouvida pela Lusa, estavam previstos dois voos entre Lisboa e Frankfurt, um voo entre Lisboa e Munique e dois voos entre o Porto e Frankfurt, perfazendo no total 10 ligações entre os dois países que serão canceladas.

A transportadora aérea divulgou hoje que a greve de pessoal de cabine da companhia vai provocar ao todo, na segunda-feira, o cancelamento de 929 voos e afetar mais de 100 mil passageiros.

"De um total de 3.000 ligações previstas, 929 voos vão ser suprimidos de e para Frankfurt, Munique e Dusseldorf", referiu a Lufthansa, num comunicado, precisando que 113.000 passageiros vão ser afetados pelos cancelamentos.

A greve de pessoal de cabine da Lufthansa, prevista durar até 13 de novembro, atingiu na sexta-feira e no sábado os aeroportos de Frankfurt e Dusseldorf.

Depois de cerca de 300 voos cancelados na sexta-feira, a greve no sábado levou à supressão de 520 voos de curto e médio curso e afetou 50 mil passageiros, segundo a companhia aérea.

O sindicato alemão UFO, que representa a maioria dos 19 mil tripulantes de cabine da Lufthansa, já tinha anunciado que a greve seria interrompida hoje, já que, "neste dia, a maior parte das viagens são de caráter privado", e retomada na segunda-feira e alargada ao aeroporto de Munique.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • "A maioria das pessoas que criticou André Ventura nunca viveu esses problemas"
    3:43

    Opinião

    A polémica em torno das declarações do candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, sobre o modo de vida da etnia cigana no concelho, esteve em análise no Jornal da Noite desta segunda-feira. Miguel Sousa Tavares defende que "os problemas existem mas não podem ser generalizados". O comentador SIC considera, ainda assim, que André Ventura tem razão quando diz que "a maioria das pessoas que o criticou nunca viveu esses problemas".

    Miguel Sousa Tavares