sicnot

Perfil

Economia

OCDE prevê recessão no Brasil em 2016 e lenta recuperação a partir de 2017

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) considera que o Brasil vai enfrentar uma recessão de 3,1% este ano e de 1,2% em 2016, crescendo apenas 1,8% no ano seguinte.

© Sergio Moraes / Reuters

"Projetamos que a recessão se prolongue para 2016, devido ao necessário ajustamento orçamental, política monetária mais restritiva para conter a inflação e uma falta de confiança dos investidores relacionada com a incerteza política", escrevem os peritos da OCDE no 'Economic Outlook', um relatório sobre as perspetivas económicas mundiais, hoje divulgado em Paris.

No documento, os analistas afirmam que em 2017 deverá ocorrer uma "lenta recuperação", alicerçada na melhoria da confiança nas políticas macroeconómicas, mas alertam que "o desemprego deve aumentar ainda mais em 2016".

O Brasil, dizem, "entrou em recessão por causa dos baixos níveis de confiança, da incerteza política e dos preços das matérias-primas mais baixos".

As perspetivas de uma melhoria rápida na balança comercial deterioraram-se, "o que levou a que a dívida soberana do Brasil fosse revista em baixa para o nível abaixo de investimento" pelas agências de 'rating' este ano, o que, por sua vez, faz com que "recuperar a confiança nas políticas macroeconómicas continue a ser a prioridade", apesar de a recessão tornar a contenção orçamental muito difícil.

Os analistas alertam que a médio prazo o estabelecimento de um crescimento económico mais forte vai depender do sucesso das reformas estruturais, "incluindo uma reforma abrangente dos impostos indiretos, a descida das barreiras ao comércio e a redução do peso administrativo".

Lusa

  • OCDE prevê abrandamento da economia mundial

    Economia

    A economia mundial vai crescer menos de 3% em 2015, o pior resultado dos últimos anos. As previsões da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) para a economia mundial são sombrias. A OCDE prevê abrandamento da economia mundial, dado que o normal seria crescer 4%.

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC