sicnot

Perfil

Economia

PS apela à Parpública para que não feche negócio da TAP

O PS apelou hoje ao presidente da Parpública para que não feche a venda dos 61% da TAP ao consórcio Gateway, realçando que "não estão reunidas as condições legais nem políticas para que se mantenha este processo de reprivatização".

(Arquivo)

(Arquivo)

© Paulo Whitaker / Reuters

"Esperamos assim, em função do novo quadro político existente no nosso país, que o senhor presidente da Parpública não conclua o atual processo de reprivatização da TAP, não procedendo à assinatura dos contratos de alienação do seu capital social", apela a vice-presidente do grupo parlamentar do PS, Ana Paula Vitorino, na carta hoje dirigida a Pedro Ferreira Pinto.

No documento a que a Lusa teve acesso, o PS recorda a sua posição "frontalmente contra a forma como o atual processo de reprivatização tem sido desenvolvido desde o início", reforçando que "não aceita que o Estado não mantenha uma posição de controlo".

Na terça-feira, o consórcio Gateway, que venceu o concurso de privatização da TAP em junho, disse à TSF que "em princípio" o negócio é fechado quinta-feira e considerou não ser interessante ficar "numa situação minoritária" na transportadora.

O PS recorda que a assinatura dos contratos ocorreria "num período em que o Governo se encontra com poderes de gestão face à demissão ocorrida no dia 10 de novembro na Assembleia da República com a votação da rejeição do programa do XX Governo".

"Consideramos assim que o processo em causa não pode ser concluído", argumenta o grupo parlamentar do PS.

A Associação Peço a Palavra, que contesta a privatização da TAP, ameaçou hoje processar a Parpública, empresa pública que conduz o processo de privatização da TAP, se decidir fechar o negócio de venda da companhia aérea ao consórcio Gateway durante esta semana.

"Seria uma provocação [a Parpública concretizar a venda]. Deixo aqui um aviso para que fique claro que não deixaremos de responsabilizar civil e criminalmente quem na Parpública decida avançar com o negócio", afirmou o realizador António Pedro Vasconcelos da associação que tem liderado a contestação à privatização da TAP.

Em declarações aos jornalistas, no final de uma reunião com o grupo parlamentar do PS, o porta-voz da Associação Peço a Palavra explicou que seria de "uma enorme gravidade" a Parpública fechar a venda da TAP esta semana, uma vez que foi mandatada por um Governo que já não existe e é tutelada por um Governo chumbado.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28