sicnot

Perfil

Economia

Cervejeira dinamarquesa Carlsberg vai suprimir 2.000 postos de trabalho

A cervejeira dinamarquesa Carlsberg anunciou hoje que vai suprimir 2.000 empregos no âmbito de um plano de cortes para corrigir a tendência negativa dos últimos exercícios, afetados pelo mau andamento dos negócios na Rússia e na China.

Reuters

Reuters

© Ilya Naymushin / Reuters

O anúncio foi feito durante a apresentação de resultados dos primeiros nove meses deste ano, durante os quais a Carlsberg registou prejuízos de 367 milhões de euros.

A eliminação dos postos de trabalho vai centrar-se em pessoal administrativo e vai afetar sobretudo a Ásia, mas também a Europa Ocidental, informou o diretor executivo da Carlsberg, Cees't Hart.

A Carlsberg prevê que as novas medidas originem a partir de 2018 resultados anuais entre 1.500 e 2.000 milhões de coroas dinamarquesas (entre 201 e 268 milhões de euros).

Nos primeiros nove meses deste ano a cervejeira registou prejuízos líquidos de 2.665 milhões de coroas (367 milhões de euros), contra 4.660 milhões de coroas (625 milhões de euros) no mesmo período do ano passado.

Os resultados foram afetados pela deterioração do valor das marcas da Carlsberg na Rússia e na China, avaliada numa perda líquida de 4.499 milhões de coroas (603 milhões de euros no terceiro trimestre).

Os resultados operacionais cifraram-se em 7.048 milhões de coroas (945 milhões de euros) nos primeiros nove meses deste ano, menos 5% do que em idêntico período de 2014.

A faturação aumentou um ponto percentual para 50.698 milhões de coroas dinamarqueses nos primeiros nove meses deste ano em relação ao mesmo período de 2014.

Lusa

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Cão interrompe jornal em direto
    1:00