sicnot

Perfil

Economia

Apple pede desculpa por expulsão de estudantes africanos de loja na Austrália

Um gerente da Apple pediu desculpa a seis adolescentes de origem africana depois de funcionários de uma loja na Austrália os terem convidado a sair do estabelecimento citando receios de que "pudessem roubar algo".

De acordo com a agência noticiosa francesa AFP, um dos estudantes filmou o incidente, ocorrido na cidade de Melbourne, no sul da Austrália, tendo o vídeo alcançado quase 60 mil visualizações depois de ter sido publicado na terça-feira no Facebook, acompanhado da legenda "puro racismo".

"Estes tipos [seguranças] estão apenas um pouco preocupados com a vossa presença na nossa loja", diz um funcionário da loja da Apple localizada no centro comercial Highpoint, acrescentando: "Têm apenas receio de que possam roubar algo".

Quando um dos estudantes questionou por que razão iriam roubar algo, tendo o funcionário respondido: "Fim da conversa, preciso de vos pedir que saiam da nossa loja".

A Apple Austrália confirmou hoje à agência AFP que o gerente da loja em causa pediu desculpa aos estudantes, no seu regresso ao shopping na quarta-feira.

No seu site, o gigante tecnológico norte-americano tem uma mensagem do presidente executivo, Tim Cook, sobre diversidade, onde se lê: "Queremos que cada pessoa que se junte à nossa equipa, que cada cliente que visite as nossas lojas ou peça a nossa ajuda se sinta bem-vindo".

"Acreditamos na igualdade para todos, independentemente da raça, idade, sexo, etnia, religião ou orientação sexual", refere a nota.

Lusa

  • Nunca mais
    9:16