sicnot

Perfil

Economia

BCE divulga sábado resultados dos testes de stress ao Novo Banco

Os resultados dos testes de stress ao Novo Banco são divulgados este sábado pelo Banco Central Europeu (BCE), devendo o exercício apontar para necessidades de capital que terão obrigatoriamente de ser colmatadas.

© Rafael Marchante / Reuters

Os maiores bancos portugueses, Caixa Geral de Depósitos, BPI e BCP, foram sujeitos aos exercícios o ano passado, o Novo Banco ficou então de fora da avaliação uma vez que apenas tinha sido criado em agosto, após a resolução que ditou o fim do BES, e ainda persistiam incertezas sobre a totalidade dos seus ativos e passivos.

Assim, na impossibilidade de completar a avaliação antes de outubro, essa foi adiada para este ano, sendo este sábado, 14 de novembro, que será conhecido o resultado do exame à saúde financeira da instituição liderada por Stock da Cunha.

No entanto, este ano, o Novo Banco foi submetido apenas à parte da avaliação completa correspondente ao teste de resistência e não à análise da qualidade dos ativos.

Segundo o BCE, a avaliação deste ano foi realizada "em consonância com a metodologia aplicada no exercício do ano passado", pelo que - tendo em conta isso - para o Novo Banco não 'chumbar' no exame deverá apresentar um rácio de capital mínimo de 8% no cenário base e de 5,5% no cenário adverso, que inclui 'choques' como queda da economia e aumento do desemprego.

Os analistas têm apontado que os testes de 'stress' ao Novo Banco poderão mostrar falhas de capital, que deverão estar entre mil e 2.000 milhões de euros, que terão de ser colmatadas num prazo a ser dado pelo BCE.

As dúvidas quanto às necessidades de recapitalização do Novo Banco terão sido um dos obstáculos à venda da entidade.

O processo de alienação terminou em meados de setembro depois de terem falhado as negociações entre o Banco de Portugal e os três candidatos que chegaram à fase final.

O ano passado, os bancos que tiveram falhas de capital tinham de as preencher em seis meses caso tivessem sido detetadas no cenário base, com o período prorrogado até nove meses caso tivessem surgido no cenário extremo dos testes de 'stress'.

O BCP foi então o único dos três portugueses que não passou nos testes de resistência -- e no cenário mais adverso - enquanto a Caixa e o BPI tiveram nota positiva.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.