sicnot

Perfil

Economia

Reserva Federal diz que pode ter condições para subir taxas de juro em dezembro

A maioria dos membros do banco central norte-americano considera que as condições económicas que permitem uma primeira subida das taxas de juro "podem ser atingidas em dezembro", segundo um documento divulgado hoje.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Kevin Lamarque / Reuters

Durante a reunião do comité de política monetária da Reserva Federal (Fed), realizada a 27 e 28 de outubro, "a maioria dos participantes" considerou que as condições requeridas para um início da normalização da política monetária "podem ser atingidas até à próxima reunião", a 15 e 16 de dezembro, de acordo com as atas publicadas.

As preocupações com a economia mundial e com a volatilidade dos mercados "diminuíram" apesar de ser ainda necessário "vigiá-las", referiram os membros da Fed.

No comunicado divulgado após a reunião de outubro, a Fed não fez qualquer referência à possibilidade de a situação económica e financeira global ter impacto no crescimento dos Estados Unidos, como fez em setembro.

Nessa altura, o banco central dos Estados Unidos mostrou preocupação com o abrandamento da economia chinesa e com a turbulência nos mercados financeiros.

A Fed tem mantido as taxas de juro de referência próximas de zero (entre zero e 0,25%) desde finais de 2008 para apoiar a recuperação após a crise financeira.

No passado dia 04, a presidente da Fed, Janet Yellen, indicou numa comissão do Congresso que a subida das taxas de juro em dezembro é "uma possibilidade real".

Lusa

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    Em atualização

    SIC

  • Portugal perde 22 mil empregos por ano por causa da pirataria
    1:52

    País

    Todos os anos, Portugal perde cerca de mil milhões de euros e mais de 22 mil empregos por causa à pirataria. Hoje assinala-se o dia mundial da propriedade intelectual. Uma área que diz respeito a todas as formas de arte e, entre outras, ao jornalismo.